Tuna Luso vence o Gavião Kyikatejê no Souza e conquista o título da Segundinha do Parazão

Os cruzmaltinos decidiram na reta final do jogo batendo o time indígena pelo placar de 4 a 2
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A gloriosa Tuna Luso Brasileira, de Belém, está de volta a elite do Parazão 2021, e ainda sendo coroada com o título da Segundinha 2020. O triunfo cruzmaltino aconteceu na manhã deste domingo (20), quando a Águia Guerreira bateu o Gavião Kyikatejê, por 4 a 2, no Estádio Francisco Vasques, o Souza, em Belém, e comemorou mais um título em sua grandiosa história no futebol.

A Tuna saiu na frente logo aos dois minutos com o gol do atacante Pedrinho. O Gavião Kyikatejê chegou a virar ainda no primeiro tempo, com dois golaços de falta do meia Tharcio, aos 20, e aos 31 minutos. Nos acréscimos da primeira etapa, a chamada Elite do Norte empatou com o gol do zagueiro Lucão, de cabeça, aos 50 minutos.

Quando tudo se encaminhava para a decisão do título nos pênaltis, eis que surgiu o lateral-direito Daelson, que em uma grande jogada individual, se livrou de três marcadores e marcou um golaço, aos 43 minutos do segundo tempo. Para fechar o placar, o atacante Paulo Rangel ainda deixou a sua marca, de cabeça, aos 49 minutos.

O jogo: Tuna Luso campeã da Segundinha!

A Tuna começou com tudo. Paulo Rangel pela direita chutou para a grande área e a zaga do Gavião chegou cortando o perigo. No lance seguinte, a Águia Guerreira chegou ao gol. Após cobrança de escanteio, houve um desviou de cabeça na primeira trave e a bola sobrou para Pedrinho, que escorou para o fundo do barbante, aos dois minutos, 1 a 0. O time indígena respondeu com Aleilson, que cobrou falta e o goleiro Jader defendeu.

Na segunda chance do Gavião Kyikatejê, Tharcio cobrou falta com perfeição e marcou um golaço, acertando no ângulo do goleiro Jader, aos 20 minutos, 1 a 1. O time indígena foi para cima e virou o jogo. Parecia replay. Tharcio cobrou falta, um pouco mais distante, e acertou na gaveta, acordando a coruja, aos 31 minutos, 2 a 1. Festa da tribo Kyikatejê em Belém. Logo após a virada do Gavião, o árbitro Danilo Lopes Viana autorizou a parada técnica no Estádio do Souza.

Os cruzmaltinos quase empataram a partida, quando após cruzamento da esquerda, o goleiro Wrias falhou e a bola passou na frente do atacante Paulo Rangel, que perdeu a chance. O time de Bom Jesus do Tocantins teve a chance do terceiro, depois que Thiago Bala chutou e Jader espalmou a bola e defendeu em dois tempos. A Tuna chegou ao empate nos acréscimos. Lukinha cobrou falta, após desvio, o zagueiro Lucão, de cabeça, marcou o gol e acabou se machucando na trave, aos 50 minutos, 2 a 2.

No segundo tempo, as duas equipes sentiram o forte calor da capital paraense e quase não conseguiram chegar às metas adversárias. Até que aos 43 minutos, o lateral-direito Daelson arrancou bem com a bola dominada, se livrou de três marcadores e chutou sem chances para o goleiro Wrias, um golaço. Já nos acréscimos, aos 49 minutos, Lukinha cobrou falta da esquerda e Paulo Rangel subiu de cabeça e marcou o quarto. Placar final: Tuna Luso 4 x 2 Gavião Kyikatejê. Tuna campeão da Segundinha do Parazão 2020.

“Sensação fantástica. O grupo merece. Eu falei pra eles que a gente tinha que terminar brilhando, primeiro terminar com o título seria um parabéns pra eles, porque Deus sempre esteve aqui no começo, teve durante e vai terminar com a gente. Agradeço a Deus, agradeço a minha torcida e agradeço a esse grupo fantástico, mas eles mereciam pelo o que fizeram durante o processo todinho. Nos apaixonamos no processo e não poderia dar diferente”, afirmou Robson Melo, técnico da Tuna Luso Brasileira.

FICHA TÉCNICA

TUNA: Jader; Daelson, Lucão, Renan e Alexandre Pinho; Paulinho Curuá, Kauê e Lukinha; Amauri (Breno) (Rosivan), Pedrinho (Bambelo) e Paulo Rangel (Alysson). Técnico: Robson Melo

GAVIÃO KYIKATEJÊ: Wrias; Soiti, Bau, Max Melo e Mailson; Serra Azul, Beletti e Tharcio;  Aleilson, Jhonatan (Baloteli) e Thiago Bala. Técnico: Zeca Gavião

Árbitro: Danilo Lopes Viana (FPF)

Assistentes: Nayara Lucena Soares (CBF) e Felipe Souza da Silva (FPF)

Quarto árbitro: Ignácio José de Almeida Pedro (FPF)

Quinta árbitra: Gleika Oliveira Pinheiro (FPF)

Cartões amarelos: Renan, Daelson, Kaue e Lukinha (Tuna); Bau, Thiago Bala e Aleilson (Gavião Kyikatejê)

Gols: Pedrinho, aos dois minutos do 1° tempo para a Tuna; Tharcio, de falta, aos 20, e aos 31 minutos do 1° tempo para o Gavião Kyikatejê; Lucão, de cabeça, aos 50 minutos do 1° tempo; Daelson, aos 43, e Paulo Rangel, de cabeça, aos 49 minutos do 2° tempo para a Tuna

Local: Estádio Francisco Vasques, o Souza, em Belém

Por Fábio Relvas / Foto: Luís Carlos