Três candidatos assinam Pacto pela Juventude em Marabá

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Por Ulisses Pompeu – de Marabá

Ontem, sexta-feira (28), três candidatos à Prefeitura do município de Marabá assinaram o Pacto pela Juventude, uma articulação de vários movimentos sociais que busca comprometer candidatos a prefeito e câmaras de vereadores de todo o Brasil com as políticas públicas voltadas para a juventude.

O evento foi realizado no Campus I da Universidade Federal do Pará (UFPA) e reunir a assinatura de todos os candidatos a prefeito e a vereador da cidade em uma carta-compromisso, elaborada por oito organizações sociais.

Selli Rosa, representante do Instituto Universidade Popular (Unipop) e parte da organização do evento, observa que a atividade foi uma boa oportunidade para colocar em pauta as demandas da juventude marabaense.

“Em Belém, o Pacto serviu para incluir as necessidades de diversos jovens da cidade nos programas dos candidatos a prefeito, para que eles, quando eleitos, possam olhar essa pauta com prioridade”, afirma.

A dirigente explicou que o espaço não foi um debate eleitoral entre os concorrentes. “Nosso objetivo era chamar a atenção do poder público para os problemas existentes em Marabá e que afetam a população jovem”, disse.

No Pacto pela Juventude são abordados temas como saneamento básico, transporte, meio ambiente, emprego, gênero, homoafetividade, religiosidade, cultura, lazer, inclusão social e digital.

A violência também é ponto de discussão, uma vez que Marabá, segundo o Mapa da Violência, aparece entre as cidades mais perigosas do Brasil.

Os candidatos a prefeito que assinaram o Pacto são Manoel Rodrigues, Maurino Magalhães e Luiz Carlos Pies, este último no lugar de João Salame. A assessoria de Tião Miranda justificou que ele não pode ir ao evento porque tinha compromissos pré-agendados na manhã de ontem, entre os quais uma entrevista na Rádio Clube, outra na TV Eldorado e a terceira na RBA TV.

Publicidade