Juiz pode postergar recontagem dos votos em Marabá até a próxima semana

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Por Paulo Costa – de Marabá

O juiz eleitoral César Dias França Lins, da 23ª Zona Eleitoral de Marabá, ainda não refez a contagem dos votos depois da cassação do vereador Gerson Augusto dos Santos Varela, o Gerson do Badeco. Por outro lado, o magistrado oficiou à Câmara Municipal de Marabá no final da manhã de hoje, quinta-feira, para que a Presidência da Casa afaste o vereador de suas funções legislativas. Com isso, Badeco não é mais vereador de Marabá.

O chefe do Cartório Eleitoral da 23ª Zona, Antônio Araújo, disse há poucos minutos à reportagem do blog em Marabá que aguarda a presença do juiz César Lins para iniciar a recontagem dos votos. Para isso, o magistrado deverá solicitar ao Tribunal Regional Eleitoral uma nova senha para entrar no sistema do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e realizar a recontagem dos votos.

Todavia, o magistrado poderia estar esperando uma definição do TRE sobre o caso Badeco para realizar a recontagem dos votos e apontar o novo vereador, o que pode acontecer apenas na segunda-feira da próxima semana. Além disso, essa recontagem pode provocar a queda de uma outra vereadora, que não tem nada a ver com o caso Badeco. É que a vereadora Irmã Nazaré (PSDB) teve poucos votos e foi apenas a terceira mais votada em sua coligação e pode perder a cadeira com a recontagem.

Várias especulações em Marabá apontam que podem assumir a vaga de Gerson do Badeco os suplentes Raimundo Nonato Dourado (jornalista) ou Edivaldo Santos. Para o lugar de Irmã Nazaré os nomes mais prováveis seriam de Gilson Silva ou Francisco Carreiro Varão, conhecido como Franck.

Publicidade

Relacionados