Toni Cunha filia-se ao PTB a convite do prefeito Tião Miranda

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

O delegado da Polícia Federal e vice-prefeito de Marabá, Toni Cunha, acaba de filiar-se ao PTB do prefeito Tião Miranda para candidatar-se a uma vaga de deputado estadual. O convite teria partido do próprio gestor municipal e estava sendo amadurecido durante as comemorações do aniversário de Marabá.

A assinatura da filiação ocorreu no final da manhã desta sexta-feira, no gabinete de Tião, na Secretaria de Obras. Toni havia abandonado a barca do Rede Sustentabilidade e já namorava com o DEM, de Márcio Miranda, presidente da Assembleia Legislativa e pretenso candidato a governador.

Na avaliação de um analista político de Marabá, ao ingressar no PTB, Toni conseguiu quatro coisas importantes: ter de fato a bênção de Tião para concorrer em outubro deste ano a uma vaga na Assembleia Legislativa e, ainda, neutralizar outros nomes de peso do partido, começando pelo presidente da Câmara, Pedro Corrêa, a vereadora Priscila Veloso e o jovem Eduardo Toddy.

Mas o mesmo analista político alerta que o PTB tem nomes de peso no estado concorrendo à eleição deste ano para a Alepa e a matemática eleitoral pode não ser favorável a Toni. Por outro lado, no DEM a eleição ficaria mais “fácil”.

Mas Toni aposta na boa avaliação do prefeito Tião em Marabá para extrair a maior quantidade de votos possível e deve ir a outros municípios atrás de outros viabilizar-se como combatente da corrupção.

Procurado pelo blog agora às 13 horas, Pedro Corrêa disse que não sabia da filiação de Toni Cunha, mas que deve obediência política a Tião Miranda. “Vamos ver os desdobramentos disso. Eu sou paciente, vou aguardar”, sintetizou.

Outros nomes de Marabá que já anunciaram que são pré candidatos a deputado estadual são Asdrubal Bentes (se desincompatibilizou do cargo de superintendente do Incra), vereadores Ilker, Einaldo Machado, Dirceu ten Caten e Chamonzinho.

Por Ulisses Pompeu – correspondente em Marabá

Publicidade

Relacionados