Tapajós cede empate ao Castanhal e Águia também fica no resultado igual diante do Gavião

As duas partidas pelo Parazão desta terça-feira (6) foram acirradas e terminaram empatadas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
(Foto: Jhonathan Cruz)

Continua depois da publicidade

Mais duas partidas movimentaram a quarta rodada do Campeonato Paraense de 2021, nesta terça-feira (6). Pela manhã, o Tapajós de Santarém encarou o Castanhal da Cidade Modelo, em partida realizada no Estádio Luiz Omar Pinheiro, o Mamazão, em Outeiro. Já na parte da tarde, Gavião Kyikatejê de Bom Jesus do Tocantins e Águia fizeram um dos clássicos do sudeste, no Estádio Zinho Oliveira, em Marabá.

Em Outeiro, foi uma partida bastante movimentada entre o Boto da Amazônia e o Japiim da Estrada. O Castanhal começou melhor e teve a chance de abrir o placar com Pecel, o atacante chutou forte e parou na defesa do goleiro Jader. Quem marcou mesmo foi o Tapajós: após cobrança de falta da direita, Ryan cabeceou para o fundo do gol e fez 1 a 0, aos 12, e ampliou com Alex, estreante do dia, que acertou um chutaço de primeira e marcou um golaço, aos 35 minutos.

(Foto: Jhonathan Cruz)

No segundo tempo, o Castanhal veio com outra postura e foi para cima do adversário. Quadrado tocou para o chute de Gui Campana, que acertou no canto, aos 12 minutos. De tanto insistir, o Japiim da Estrada empatou. Após levantamento na área, Pecel cabeceou e a bola bateu no braço do zagueiro do Tapajós dentro da área – o árbitro marcou pênalti. O próprio Pecel cobrou bem no alto, o goleiro Jader foi e não alcançou, deixando tudo igual, aos 20 minutos. No último lance do jogo, Carlos Andrei ficou sozinho e chutou, mas o goleiro Axel Lopes salvou o terceiro gol do time santareno. Placar final: Tapajós 2 x 2 Castanhal.

Com o resultado de empate, o Tapajós segue na lanterna do Grupo A1, com apenas três pontos em quatro jogos. Já o Castanhal somou seis pontos e permanece na terceira colocação dentro do Grupo A3, após quatro partidas realizadas.  

Em Marabá, a arbitragem de Parauapebas comandou a partida entre Gavião e Águia, com o apito de Jânio Balzac Pereira e a assistência de Gilmar Soares de Sousa. O clássico do sudeste foi disputado e acirrado durante toda a primeira etapa. A partida contou com a estreia do meia paraguaio Echeverría com a camisa do Azulão, e no primeiro toque na bola, meteu lançamento para o atacante Veraldo, que foi derrubado na área, com pênalti foi assinalado.

Echeverría marcou de pênalti para o Águia

O paraguaio pediu a preferência para cobrar o pênalti e encheu o pé para marcar o seu primeiro gol com a camisa do Águia, aos 21 minutos da primeira etapa, 1 a 0. No segundo tempo, o Gavião Kyikatejê reagiu e foi para cima, chegando ao empate. Gabriel cruzou da direita e Luan apareceu no segundo pau para marcar de cabeça, aos oito minutos, 1 a 1. As duas equipes buscaram a vitória, mas ninguém conseguiu balançar as redes novamente. Placar final: Gavião Kyikatejê 1 x 1 Águia de Marabá.

O empate entre os rivais do sudeste deixou o Gavião com apenas um ponto dentro do Grupo A1, sendo o terceiro colocado, enquanto o Águia segue na vice-liderança do Grupo A3, com seis pontos somados na classificação. 

Por Fábio Relvas