Remo perde para o Coritiba no Couto Pereira e chega a seis jogos sem vencer na Série B

O Leão Azul segue na zona de rebaixamento com sete pontos na classificação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Remo fez um bom jogo contra o Coritiba (Foto: Ascom Coritiba)

Continua depois da publicidade

O Clube do Remo segue com o jejum de vitórias no Campeonato Brasileiro da Série B. Atuando na noite desta sexta-feira (2), o Leão Azul perdeu para o Coritiba (PR) por 2 a 1, no Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba, e permanece na zona de rebaixamento com apenas sete pontos, ocupando a 17ª posição na tabela de classificação. Já o Coxa é o vice-líder, somando 19 pontos.

Os gols da partida saíram somente na etapa final. O Coritiba abriu o placar com Léo Gamalho, que chutou de fora da área e a bola desviou no zagueiro Kevem, tirando o goleiro Vinícius da jogada, aos 11 minutos. O Remo empatou em seguida, depois que Igor Fernandes cruzou na cabeça de Erick Flores, aos 12 minutos. O Leão Azul chegou a virar a partida com o gol de Renan Gorne, que foi mal anulado pela arbitragem, alegando impedimento que não aconteceu. O Coxa chegou à vitória com Léo Gamalho, que recebeu cruzamento da esquerda e meteu a cabeça no segundo pau, correndo para o abraço aos 29 minutos.

O Clube do Remo volta a campo diante do Vila Nova (GO), nesta quinta-feira (8), às 21h, no Estádio Evandro Almeida, o Baenão, em Belém. A partida será válida pela décima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. 

O jogo: Leão segue na zona de rebaixamento!  

O Coritiba teve a primeira chance quando Igor Paixão ajeitou no peito para o chute de Léo Gamalho e a bola desviou na defesa, indo para escanteio. O Remo respondeu, depois da troca de passes, a bola sobrou para Renan Gorne que chutou fraco para a defesa do goleiro Wilson. O Leão Azul começou a gostar do jogo e partiu para cima. Felipe Gedoz fez lançamento para Erick Flores, que emendou uma bicicleta para fora. Minutos depois, Felipe Gedoz cobrou escanteio e a bola passou por todo mundo. 

Com mais posse de bola, o Remo chegava com perigo. Thiago Ennes fez cruzamento pela direita, a bola sobrou para Erick Flores que chutou e ela bateu na defesa. A melhor chance da partida até então foi do Leão. Felipe Gedoz cobrou falta e Anderson Uchôa, sozinho na pequena área, desviou para fora. O Coxa respondeu – depois da jogada pela direita, a bola ficou com Léo Gamalho, que finalizou para a boa defesa do goleiro Vinícius. 

No lance seguinte, Lucas Siqueira entregou para Léo Gamalho, que chegou chutando e, mais uma vez, o goleiro Vinícius salvou os azulinos. O momento era de pressão da equipe da casa. Robinho recebeu e chutou de fora da área, a bola desviou e foi por cima da meta remista. Na sequência, foi a vez de Waguininho, que de dentro da área girou e finalizou, a bola outra vez desviou e foi para escanteio. 

No segundo tempo, o atacante Igor Paixão tentou fazer jogada em cima do zagueiro Romércio e caiu dentro da área – os jogadores do Coxa pediram pênalti, a arbitragem mandou seguir. Minutos depois, Robinho pegou uma sobra de primeira e o goleiro Vinícius defendeu bem para o Remo. Na sequência, Léo Gamalho recebeu pelo meio e chutou, a bola desviou no zagueiro Kevem e foi para o gol, aos 11 minutos, 1 a 0 Coritiba.

Só que não deu nem tempo de comemorar: Felipe Gedoz deu belo passe na esquerda, Igor Fernandes cruzou na medida para a cabeçada de Erick Flores, aos 12 minutos, gol do Leão, 1 a 1. No lance seguinte, Igor Paixão cruzou da direita e quase marcou um golaço, mas o goleiro Vinícius espalmou para escanteio. O Leão chegou a virar quando Igor Fernandes cruzou da esquerda e Renan Gorne mandou para o barbante, mas a arbitragem marcou impedimento de um lance legal.

Na sequência da jogada, após cruzamento da esquerda, Léo Gamalho subiu de cabeça no segundo pau e marcou, aos 29 minutos, 2 a 1 Coxa. O inspirado Léo Gamalho arriscou de fora da área, o goleiro Vinícius rebateu e o zagueiro Kevem afastou o perigo. No último lance da partida, Rafinha puxou contra-ataque e tocou para Gustavo Bochecha, que cruzou para o meio da área; Lucas Siqueira fez o corte quase marcando contra. Placar final: Coritiba 2 x 1 Remo. 

FICHA TÉCNICA

CORITIBA: Wilson; Natanael, Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro; Matheus Sales, Val (Gustavo Bochecha) e Robinho (Rafinha); Igor Paixão (Igor Inocêncio), Waguininho (William) e Léo Gamalho (Romário).
Técnico: Gustavo Morínigo

REMO: Vinícius; Thiago Ennes, Romércio, Kevem e Igor Fernandes (Marlon); Anderson Uchôa (Arthur), Lucas Siqueira, Felipe Gedoz e Erick Flores (Wallace); Rafinha (Tiago Miranda) e Renan Gorne (Edson Cariús).
Técnico: João Nasser

  • Árbitro: Adriano Barros Carneiro (CE)
  • Assistente 1: Anderson Moreira de Farias (CE)
  • Assistente 2: Oberto da Silva Santos (PB)
  • Quarto árbitro: Luiz Alexandre Fernandes (PR)
  • Cartões amarelos: Matheus Sales (Coritiba); Tiago Miranda, Thiago Ennes e Romércio (Remo)
  • Gols: Léo Gamalho, aos 11 minutos do 2° tempo para o Coritiba; Erick Flores, de cabeça, aos 12 minutos do 2° tempo para o Remo; Léo Gamalho, de cabeça, aos 29 minutos do 2° tempo para o Coritiba
  • Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba

Por Fábio Relvas