Remo goleia o Paysandu na Curuzu no Domingo de Páscoa e mantém 100% de aproveitamento

O Leão Azul não tomou conhecimento do rival e distribuiu chocolate fora de casa por 4 a 2
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Clube do Remo segue impossível em sua campanha no Campeonato Paraense 2021. Atuando diante do rival, no clássico de número 760 da história, o Leão Azul não tomou conhecimento e goleou o Paysandu, neste Domingo de Páscoa (4), por 4 a 2, em partida no Estádio Leônidas Castro, o Banpará Curuzu, em Belém, válida pela quarta rodada do estadual.

O clássico começou eletrizante com o Remo abrindo o placar com quatro minutos, com o gol de Dioguinho. O Paysandu reagiu e empatou com Nicolas, aos cinco minutos. Melhor em campo, o Leão Azul conseguiu marcar mais duas vezes, com Lucas Tocantins, aos 11, e Lucas Siqueira, aos 17 minutos ainda do primeiro tempo.

Lucas Siqueira comemora o terceiro gol do Remo

No segundo tempo, logo aos quatro minutos, o Papão teve a chance de diminuir o placar, mas o atacante Marlon perdeu um pênalti mandando por cima da meta do goleiro Vinícius. O Leão aproveitou para ampliar com o zagueiro Rafael Jansen, que assinalou aos oito minutos, deixando os azulinos com um placar elástico. O time bicolor ainda diminuiu no gol de cabeça do atacante Nicolas, aos 31.

Com o chocolate aplicado no rival, o Remo segue com 100% de aproveitamento no Grupo A2, com 12 pontos, em quatro jogos disputados. Já o Paysandu, apesar da goleada sofrida pelo arquirrival, lidera o Grupo A1, com sete pontos somados na classificação.

As duas equipes voltam a campo ainda essa semana. O Remo recebe o Independente nesta quinta-feira (8), às 17h, no Estádio Evandro Almeida, o Banpará Baenão, em Belém, enquanto que o Paysandu encara o clássico diante da Tuna, na sexta-feira (9), às 17h, no Estádio Leônidas Castro, o Banpará Curuzu, em Belém.

O jogo: a Páscoa foi doce para o Leão e amarga para o Papão!

Foi só a bola rolar que a chuva chegou forte na Curuzu. O Remo começou com tudo e foi logo abrindo o placar. Após boa jogada pela esquerda, Lucas Tocantins rolou para trás para o chute certeiro de Dioguinho, aos quatro minutos, 1 a 0 Leão. Não deu nem para comemorar e o Paysandu empatou no lance seguinte. O atacante Nicolas ganhou na dividida com dois zagueiros, e chutou na saída do goleiro Vinícius, aos cinco minutos, 1 a 1, e jogo quente na Curuzu.

O time bicolor quase virou, depois da falha de Rafael Jansen, Nicolas ficou com a bola, driblou o zagueiro Fredson e chutou, mas a redonda foi para fora. Quem marcou novamente foi o Leão. Lucas Tocantins recebeu na esquerda e chutou cruzado, o goleiro Victor Souza tentou defender e falhou, a bola passou entre os seus braços, aos 11 minutos, 2 a 1 para o Remo, em um Re x Pa eletrizante.

O Paysandu tentou o empate com Ari Moura, o atacante tentou a jogada individual e caiu na área pedindo pênalti, mas o árbitro Marco José Soares de Almeida mandou seguir. Bem no jogo, o atacante remista Lucas Tocantins chutou forte, o goleiro Victor Souza defendeu em dois tempos. O Leão voltou ao ataque com Lucas Tocantins, que cruzou da esquerda para Renan Gorne, o atacante azulino chutou cruzado e Lucas Siqueira apareceu livre na área para marcar o terceiro, aos 17 minutos, 3 a 1 Remo.

Melhor em campo, o time remista quase ampliou. Felipe Gedoz cobrou falta, o goleiro Victor Souza saiu de soco aliviando o perigo em uma bola venenosa. O Paysandu tentava diminuir. Bruno Collaço cruzou bem da esquerda, Elyeser cabeceou por cima da meta do goleiro Vinícius. Em uma disputa de bola dentro da área do Remo, o atacante bicolor Marlon caiu pedindo pênalti, mas tudo normal segundo a arbitragem.

No segundo tempo, com um minuto, quase o Papão diminuiu. Ari Moura deixou na frente para Ruy, que finalizou e o goleiro Vinícius chegou no abafa. No lance seguinte, após uma bola dividida entre o goleiro Vinícius e o meia Ruy, o goleiro remista deixou o pé no jogador bicolor dentro da área e o árbitro assinalou pênalti para o Paysandu. O atacante Marlon cobrou e mandou por cima do travessão do Leão, perdendo a chance, aos quatro minutos.

Quando voltou a atacar, o Remo fez uma blitz no rival. Felipe Gedoz recebeu passe livre e chutou, o goleiro Victor Souza defendeu e na sobra Dioguinho chutou colocado e mais uma vez o arqueiro bicolor salvou para escanteio. Na cobrança não teve jeito. Após levantamento de Felipe Gedoz, a bola ficou no bate e rebate dentro da área, e Rafel Jansen pegou a sobra e mandou no canto do goleiro Victor Souza, aos oito minutos, 4 a 1, e chocolate do Leão em pleno Estádio da Curuzu.

Os jogadores do Remo estavam tão confiantes que em uma bola para Vinícius, o goleiro remista saiu driblando o atacante Nicolas do Paysandu, dando um verdadeiro olé no adversário. Jeferson Lima entrou livre pela esquerda e chutou fraco para a defesa do goleiro Victor Souza, que salvou o time do alviceleste. Após lambança da zaga bicolor, a bola ficou com Jeferson Lima, que tocou para Édson Cariús, o goleiro Victor Souza conseguiu defender o que seria o quinto gol do Leão.

Só dava Remo. Jeferson Lima se livrou da marcação e chutou para o gol, a bola passou perto da meta do goleiro Victor Souza. Após bola na área do Leão, Nicolas cabeceou para o fundo do barbante, diminuindo para o Papão, aos 31 minutos. O time bicolor começou a gostar do jogo. Israel cruzou para a cabeçada de Gabriel Barbosa, o goleiro Vinícius fez uma grande defesa e acabou se machucando no lance.

Em outra investida do Paysandu, João Paulo tentou se livrar da marcação do zagueiro Fredson, mas acabou perdendo a bola e ficou pedindo falta na entrada da área, mas a arbitragem mandou seguir. Na última chance da partida, a bola sobrou para o atacante Nicolas que chutou, mas a redonda foi para fora. Placar final: Paysandu 2 x 4 Remo. O Leão Azul segue invicto e com 100% de aproveitamento no Parazão.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Victor Souza; Israel, Perema, Alisson e Bruno Collaço (Diego Matos); Denilson (Marlon), Ratinho (Paulinho), Elyeser (João Paulo) e Ruy; Ari Moura (Gabriel Barbosa) e Nicolas. Técnico: Itamar Schülle

REMO: Vinícius; Wellington Silva (Thiago Ennes), Rafael Jansen, Fredson e Marlon; Anderson Uchôa, Lucas Siqueira e Felipe Gedoz (Renan Oliveira); Dioguinho (Wallace), Lucas Tocantins (Jeferson Lima) e Renan Gorne (Édson Cariús). Técnico: Paulo Bonamigo

Árbitro: Marco José Soares de Almeida (FPF)

Assistente 1: Márcio Gleidson Correia Dias (CBF)

Assistente 2: Jhonathan Leone Lopes (CBF)

Quarto Árbitro: Olivaldo José Alves Moraes (CBF)

Quinto Árbitro: Alexandre Expedito Vieira da Silva Júnior (FPF)

Cartões Amarelos: Perema e Ruy (Paysandu); Felipe Gedoz, Mimica, Marlon e Vinícius (Remo)

Gols: Dioguinho, aos quatro minutos do 1° tempo para o Remo; Nicolas, aos cinco minutos do 1° tempo para o Paysandu; Lucas Tocantins, aos 11, e Lucas Siqueira, aos 17 minutos do 1° tempo para o Remo; Rafael Jansen, aos oito minutos do 2° tempo para o Remo; Nicolas, de cabeça, aos 31 minutos do 2° tempo para o Paysandu

Local: Estádio Leônidas Castro, o Banpará Curuzu, em Belém

Por Fábio Relvas / Fotos: Samara Miranda