Polícia

Redenção: Mulher comete suicídio sem motivo aparente

A Polícia Militar foi chamada na manhã desta segunda-feira (18), quando uma mulher identificada como Marina Souto, 24 anos, foi encontrada pendurada pelo pescoço em uma corda amarrada em um galho de mangueira, no Setor Jardim Ariane. Os motivos do suicídio ainda são desconhecidos, inclusive para Adriana Ferreira, 25, com quem Marina mantinha uma relação homoafetiva.

Pela manhã, na Delegacia de Polícia Civil, a cunhada de Marina, que pediu sigilo sobre sua identidade, disse à Reportagem que também desconhece o motivo de ato tão extremo. “Ainda ontem a vi bem, ela estava sorrindo alegre com a vida. Não acredito que ela tenha se matado, lamento pelo acontecido”, disse a mulher.

A cunhada de Marina disse ainda que a ela não havia apresentado nenhum comportamento estranho nos últimos dias, porém lembrou que um primo dela a ameaçou com um facão, na última sexta-feira (15). O motivo teria sido o fato de Marina ter pegado uma pipa que caiu no quintal da casa em que morava.

A Polícia Civil está investigando para saber se foi ou não suicídio. Cunhada e esposa foram ouvidos pelo delegado de plantão da Delegacia de Polícia Civil. O corpo de Marina foi removido para Ourilândia do Norte, onde moram os familiares, para ser velado e, posteriormente, sepultado. Marina e sua companheira moravam em Redenção havia poucos meses.

Um comentário em “Redenção: Mulher comete suicídio sem motivo aparente

  1. Anna Paula Mello Responder

    Meu amigo, suicídio não é notícia. Isso é regra básica do jornalismo. uma matéria assim, expõe a família e não tem interesse público algum.

Deixe seu comentário