Prefeitura de Marabá vai abrir concurso para procurador do município

Salário-base parte de R$ 4.800, mas valor líquido no contracheque pode chegar a R$ 38 mil. Procuradores são os profissionais mais bem remunerados do quadro do Executivo municipal.
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Saiu na edição de ontem, terça-feira (9), do Diário Oficial da União (DOU) a dispensa de licitação por meio da qual da Prefeitura de Marabá está contratando a Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) para organizar o concurso público para o cargo de procurador efetivo do quadro do Executivo municipal. A informação pode ser consultada aqui, mas ainda não se tem notícias de quantas vagas serão ofertadas. Para concorrer, todavia, é preciso ter, no mínimo, graduação em Direito.

O salário-base de um procurador da Prefeitura de Marabá é de R$ 4.857,10 e o quadro é composto por oito profissionais concursados e dois comissionados (procurador-geral, com salário-base de R$ 12 mil, e procurador-geral-adjunto, com salário-base de R$ 8.400). O Blog do Zé Dudu consultou a folha de pagamento de junho da administração de Marabá e constatou, entretanto, que os ganhos líquidos entre os procuradores de carreira partiram de R$ 9.872 até R$ 37.807, este o qual o salário mais alto de toda a prefeitura, superando até mesmo o do prefeito Tião Miranda, R$ 22.153,68. O valor alto pode conter férias e outras vantagens, o que não está claro na discriminação da transparência pública da prefeitura.

Na média, os procuradores são os profissionais com a remuneração mais alta entre os servidores da Prefeitura de Marabá (R$ 15.648). Eles batem com folga o ganho dos médicos, que, na folha do mês passado, partiu de R$ 2.414 líquidos (de um clínico) até R$ 15.840 (de um ginecologista). Havia 98 médicos na folha de junho, com salário médio de R$ 8.330.

Publicidade

Relacionados