Prefeitos de cinco municípios da Região do Lago de Tucuruí querem o lockdown

Gestores estão preocupados com a curva crescente de contaminação pelo novo coronavírus, apesar das medias restritivas de circulação de pessoas e de aglomerações
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Cinco dos sete município que formam a Região do Lago de Tucuruí, por meio de seus prefeitos, enviam nesta segunda-feira (18), ao governador Helder Barbalho, documento solicitando que ele decrete lockdown nessas cidades em razão da onda crescente de contaminações pelo novo coronavírus (covid-19). Os gestores de Tucuruí, Goianésia do Pará, Novo Repartimento, Jacundá e Breu Branco, em reunião ontem, domingo (17), concordaram com a suspensão total das atividades não essenciais e com a restrição à circulação de pessoas à ameaça de colapso no sistema de saúde naquela região.

Hoje a situação do Hospital Regional de Tucuruí é considerada crítica pelos cinco prefeitos. A casa de saúde dispõe apenas de 26 leitos intermediários e oito de UTI para atender pacientes de covid-19 em uma região de aproximadamente 500 mil habitantes.

O último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do município, datado do dia 16 passado, registrava 22 mortes, 159 casos confirmados, 10 recuperados e 1.136 casos sendo monitorados (pessoas com sintomas de covid-19), em aproximadamente, apenas, dois meses de pandemia.

A Prefeitura de Tucuruí tomou várias medidas a fim de evitar aglomerações e frear o ritmo de contágio no município, como fechamento do comércio não essencial, a instalação de barreiras sanitárias e recolher a partir das 22h. Mas, devido à incompreensão da população, elas não têm se mostrado muito eficazes.

Aprovaram o lockdown os prefeitos Arthur Brito (Tucuruí); Deusivaldo Pimentel (Novo Repartimento); José Ribamar Lima (Goianésia do Pará); e Ismael Barbosa (Jacundá). O gestor de Breu Branco, Francisco Garcêz da Costa, não foi favorável à medida, mas, declarou que segue a decisão da maioria e adotará em seu município o que for decidido.  

Além dos cinco prefeitos, participaram da reunião promotores de Justiça, representantes do Hospital Regional de Tucuruí, Polícias Civil e Militar e representantes do Comitê Gestor de Crise de Tucuruí para o enfrentamento à Covid-19.

Publicidade