PM prende suspeitos de estarem sondando a cidade para possível assalto a banco

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Gilson Soares de Souza, 28 anos, e Josynei Saraiva da Silva, 37, foram presos na noite de sábado (17), por uma guarnição da Polícia Militar que atendeu a um chamado de uma mulher, denunciando que ela e o marido – ambos não identificados – haviam sido vítimas de agressão física em um bar do Bairro Copacabana. Quando a PM chegou Gilson Soares de Sousa Júnior, 28 anos, estava tentando fugir no automóvel de placas OGK-3296, de Goiás.

Carro-em-que-estavam

Abordado, na companhia do amigo Josiney Saraiva da Silva, 37, Gilson portava no carro um revólver Taurus, calibre 38, carregado e três munições sobressalentes e um celular, com várias mensagens de WhatsApp, com uma quadrilha de assaltantes de banco que atuam no estado do Pará, Tocantins e Maranhão, com fotos do Banco do Brasil de uma cidade maranhense, segundo relata o sargento Severo, que, com o apoio do soldado Muller, prendeu os suspeitos.

Arma-encontrada-com-a-dupla

Ainda conforme a suspeita do sargento, Gilson de Sousa, que diz ser recém-chegado a Parauapebas, seria o responsável pela logística da quadrilha e que estaria fazendo levantamento na cidade para possível assalto, com a ajuda de Josney que é de Parauapebas mesmo.

Ambos foram atuados por porte ilegal de arma após entregues à Polícia Civil. Serão interrogados durante o dia de hoje e serão colocados à disposição da Justiça.

Reportagem: Ronaldo Modesto