Parauapebas perde para o Cametá no Parque do Bacurau e questiona a arbitragem da partida

O técnico Wilson Itupiranga não gostou da arbitragem, que deixou de marcar dois pênaltis e ainda expulsou dois jogadores do PFC
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Parauapebas Futebol Clube perdeu pela primeira vez na disputa da Segundinha do Parazão 2020. Atuando na tarde desta quinta-feira (19), o PFC caiu para o Cametá, por 3 a 1, no Estádio Parque do Bacurau, em Cametá, partida válida pela terceira rodada da competição estadual.  Apesar da derrota, o Gigante de Aço segue na segunda posição do Grupo A1, com quatro pontos conquistados, mas com três jogos disputados.

O Cametá abriu o placar, aos 20 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, houve uma cabeçada no travessão e na sobra, o jogador Super mandou para o fundo do barbante do goleiro Pezão. Quando o PFC equilibrou o jogo foi o Mapará que acabou ampliando. Tetê cruzou da esquerda na medida para o toque de cabeça do atacante Super, que cabeceou no contrapé do goleiro Pezão e assinalou o seu segundo gol, aos 35 minutos, 2 a 0.

Após dois gols sofridos, o Parauapebas tentou sair mais para o jogo e não demorou muito para diminuir a vantagem. Em uma boa triangulação do ataque do Gigante de Aço, Tiago Mandi tocou para Ruan, que cruzou da direita para o golaço de letra do atacante Vinícius, que assinalou o seu terceiro gol na Segundinha do Parazão, aos 41 minutos.

O Parauapebas questionou dois pênaltis não marcados pelo árbitro Nadilson Sousa dos Santos e ainda questionou sobre a expulsão de dois jogadores, o zagueiro Vitor Hugo e o atacante Tiago Mandi. Com mais espaço em campo, o Mapará aproveitou para ampliar o jogo na etapa derradeira, com o gol do meia Tetê. O PFC ainda correu os 90 minutos para tentar diminuir a vantagem, mas não deu. Placar final: Cametá 3 x 1 Parauapebas. O técnico Wilson Itupiranga ficou na bronca com a arbitragem da partida.

“Foi brincadeira o que esse árbitro aprontou com a gente hoje. Deixou de marcar dois pênaltis claros a nosso favor. Um árbitro muito fraco. Ainda falei com o pessoal da federação que isso é uma vergonha. A gente faz uma viagem dessas de um intervalo de um dia para o outro jogo e colocam um cara desse, que não tem conhecimento nenhum de futebol, ou tem, e estava com a intenção de nos prejudicar, como nos prejudicou. Isso é muita falta de responsabilidade da FPF, uma da mais bagunçadas federações do Brasil, eu acredito que seja essa”, disparou Wilson Itupiranga, técnico do Parauapebas.

O Parauapebas vai folgar na quarta rodada e entra em campo somente no dia (26), quando encara o Atlético Paraense, no chamado Clássico dos Minérios, às 15h30, no Estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, em Parauapebas, partida será válida pela quinta e última rodada da primeira fase da Segundinha do Parazão. O PFC vai precisar vencer a partida para buscar sua classificação.

CLASSIFICAÇÃO DO GRUPO A1 DA SEGUNDINHA:

1-ATLÉTICO: 4 pontos

2-PARAUAPEBAS: 4 pontos

3-CAMETÁ: 3 pontos

4-IZABELENSE: 1 ponto

5-GAVIÃO KYIKATEJÊ: 1 ponto

Por Fábio Relvas / Foto: Luís Sérgio