Parauapebas: Município chega a 50% de ocupação das salas das escolas com aula presencial

A nova fase começou nesta segunda-feira (22). As aulas presenciais retornaram há dois meses no município em regime escalonado
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Escolas de Parauapebas chegam a 50% de ocupação das salas com aula presencial

Continua depois da publicidade

As aulas da rede municipal de ensino de Parauapebas começaram a 3ª terceira etapa do regime escalonado nesta segunda-feira (22). A 3ª fase do Plano de Retorno das Aulas Presenciais contempla 50% dos alunos em sala de aula.

A decisão foi tomada após avaliação da Comissão Intersetorial de Biossegurança, baseada em nova avaliação do momento vivenciado no município em relação à Covid-19, durante reunião na semana passada. Na ocasião, também ficou decidido que a partir de agora ocorrerá o monitoramento de sintomas e serão aplicados testes da Covid-19 com RT-PCR em todas as escolas municipais, de forma gradativa e seguindo um cronograma da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), com o objetivo de diagnosticar, imunizar e realizar medidas preventivas, garantindo a saúde a todos que frequentam as unidades escolares.

Todos os alunos a partir de 12 anos serão testados e imunizados contra a doença. Segundo o secretário de Educação, José Leal Nunes, que tem acompanhando de perto o retorno dos alunos, a mudança de fase representa mais um passo importante rumo à normalidade das aulas em Parauapebas.

“O sistema de escalonamento já proporciona a participação de 100% dos alunos nas aulas semanalmente e, a partir de agora, a frequência deles vai dobrar”, enfatiza o secretário, mencionando o esforço e o cuidado da Semed para garantir a segurança de toda a comunidade escolar.

De acordo com Edson de Oliveira, diretor Pedagógico da Semed, o município já havia contemplado os alunos dos 5º e 9º anos nesta nova fase, na semana passada, devido à participação deles no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) deste ano, um processo muito importante para a educação municipal, que precisa ser priorizado para que se tenha um bom desempenho escola. “A educação tem avançado mesmo com a pandemia e deverá seguir neste rumo com a retomada gradativa das aulas presenciais e o empenho de todos os envolvidos no processo educacional”, frisa o diretor.

A Comissão Intersetorial de Biossegurança deve se reunir novamente para uma nova avaliação no mês de dezembro, para decidir se amplia ou mantém o atual regime de escalonamento em sala de aula.

Tina DeBord- com informações da Semed