Parauapebas

Parauapebas gasta R$ 243 mil em mais um estande para divulgação turística

Desta vez, governo Darci quer emplacar nome do município numa exposição internacional que será realizada no mês de setembro em São Paulo. Ideia é apresentar “atrativos turísticos”.

A Prefeitura de Parauapebas não tem medido esforços para tentar emplacar o nome do município no cenário turístico nacional. A mais nova do momento é a contratação da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) para montar um estande durante a 47ª Expo Internacional de Turismo, a ser realizada em São Paulo entre os dias 25 e 27 de setembro. O valor do estande? R$ 243.015,70.

As informações foram publicadas na edição desta segunda-feira (17) do Diário Oficial da União (DOU), segundo a qual a contratação da Abav se deu por meio de inexigibilidade e os recursos saíram do Fundo Municipal de Desenvolvimento do Turismo. A ideia é “apresentar os atrativos turísticos de Parauapebas ao Brasil e outros países que se farão presentes ao evento”.

Embora o governo de Darci Lermen esteja gastando como nunca para ver se engrena o turismo local, Parauapebas não apareceu no recém-lançado “Estudo da Demanda Turística Internacional 2018”, publicação do Ministério do Turismo (MTur).

E mais: esta década, o município tem visto minguar o movimento no aeroporto local, principalmente em relação ao momento de pico registrado quatro anos atrás. Uma das principais portas de entrada do turista no município, o aeroporto local vem apresentando uma sequência de quedas quanto à presença de turistas e viajantes, nos últimos anos.

De acordo com dados da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac), o número de passageiros no terminal, de janeiro a abril deste ano, totalizou 39 mil, movimento muito inferior aos 69 mil passageiros registrados no mesmo período de 2015. Em 2012, há sete anos, portanto, o movimento no primeiro quadrimestre do ano foi de 41,7 mil passageiros. Ainda não há estratégia clara de como o município pode reverter a situação.

Segundo a Anac, o transporte aéreo é o principal meio de viagens interestaduais no Brasil e a maior forma de acessar destinos turísticos. Em 2017, ano mais recente com dados consolidados, foram realizadas no Brasil 82 milhões de viagens aéreas enquanto as viagens rodoviárias totalizaram 39,5 milhões.

Deixe seu comentário