Pará

Pará tem melhor maio da história com 1,5 bilhão de dólares exportados

Exportações do estado foram fracas no primeiro quadrimestre em razão da queda na produção de minério de ferro em Parauapebas, mas deram uma guinada no mês passado.

Com exatos 1.536.686.882,00 dólares transacionados em maio, o Pará bateu o recorde de exportações para o mês. As informações foram levantadas pelo Blog do Zé Dudu, que mergulhou nos números do Ministério da Economia divulgados ontem (7). É o melhor resultado da história, após um quadrimestre que se iniciou relativamente fraco, puxado pela baixa nas exportações de minério de ferro do município de Parauapebas.

O melhor maio do Pará havia sido em 2011, quando foram exportados 1.494.366.879,00 dólares, mediados justamente por Parauapebas, que viu decolar o seu principal produto — o minério de ferro — cujo preço, naquele ano, chegou a satisfatórios 190 dólares a tonelada. Agora, o mesmo minério realça o portfólio de commodities do Pará, mas escorado na produção da mineradora Vale no município de Canaã dos Carajás.

Além do minério de ferro, o estado viu serem exportados outras 195 especialidades da casa, sendo que a China comprou praticamente metade (747,5 milhões de dólares), seguida da Malásia (100,1 milhões de dólares), Holanda (98,2 milhões de dólares), Coreia do Sul (86,9 milhões de dólares) e Taiwan (71,3 milhões de dólares). O mês foi tão bom que, pela primeira vez, o Pará chegou ao topo de 4º maior exportador (sempre oscila entre 5º e 7º), sendo superado apenas pelas exportações de São Paulo (4,24 bilhões de dólares), Rio de Janeiro (2,29 bilhões de dólares) e Minas Gerais (2,24 bilhões de dólares).

No acumulado dos cinco primeiros meses deste ano, contudo, o Pará exportou 5,61 bilhões de dólares, bem menos que os 6 bilhões de dólares processados no mesmo período do ano passado. O Blog do Zé Dudu preparou a lista das 20 commodities mais exportadas do estado em maio, o mês da fartura do estado na balança comercial.

Deixe seu comentário