Pará

Pará tem julho inesquecível e ostenta 2º lugar na balança comercial

Minério de ferro respondeu por 70% das exportações e três países orientais (China, Japão e Malásia) compraram 72% dos produtos. No acumulado do ano, estado é 6º maior exportador.

Só perdeu para São Paulo. O Pará foi, pela primeira vez na história, o segundo estado que mais exportou commodities, conforme informações divulgadas esta semana pelo Ministério da Economia. Com 2,127 bilhões de dólares transacionados em julho, o gigante do Norte exportou 130 milhões de dólares a mais que Minas Gerais, terceiro colocado. O Blog do Zé Dudu analisou os números completos e constatou que, na série histórica, o julho que mais passou perto foi o de 2011, quando foram embarcados para o mundo 1,709 bilhão em iguarias genuinamente paroaras.

Em julho, e como sempre, o minério de ferro foi o carro-chefe das exportações do estado, respondendo por sete de cada dez dólares colecionados do exterior. Ao todo, 19,55 milhões de toneladas do metal renderam 1,505 bilhão de dólares, seguido de longe pelo cobre, que movimentou 179,08 milhões de dólares; o hidróxido de alumínio, 158,24 milhões de dólares; a soja, 65,03 milhões de dólares; o manganês, 49,78 milhões de dólares; o alumínio, 28,7 milhões de dólares; a carne bovina congelada, 19,67 milhões de dólares; o alumínio transformado, 15,59 milhões de dólares; o caulim, 15,04 milhões de dólares; e o ouro, 11,26 milhões de dólares.

A China é o país que mais comprou produtos paraenses, totalizando 1,261 bilhão de dólares. O que o Pará vendeu àquele país asiático é suficiente para cobrir as transações comerciais inteiras de 20 Unidades da Federação. A Bahia, por exemplo, só exportou 584,8 milhões de dólares, nem metade do que a China comprou do Pará.

Malásia (152,89 milhões de dólares) e Japão (116,69 milhões de dólares) fecham o topo dos que mais importaram commodities paraenses. Os três países orientais responderam por 72% das aquisições de produtos daqui. Canadá (69,36 milhões de dólares), Alemanha (63,74 milhões de dólares) e Estados Unidos (56,82 milhões de dólares) completam o pelotão dos apreciadores das iguarias do Pará, que em julho teve um total de 94 interessados.

Confira o ranking preparado pelo Blog do Zé Dudu da exportação dos estados em julho.

Deixe seu comentário