Oito municípios do sudeste do Pará recebem caminhão do Alimenta Brasil

Os veículos foram entregues no início da tarde desta terça-feira (14), em Belém. Ao todo, são 42 caminhões para os municípios paraenses
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
A entrega dos veículos foi feita pelo governador Helder Barbalho

Continua depois da publicidade

No início da tarde desta terça-feira (14), o governo do Pará entregou 42 caminhões para o programa de Fortalecimento das Centrais de Abastecimento da Agricultura Familiar, do Programa Alimenta Brasil (PAB), do governo federal. Oito municípios da região sudeste do estado foram contemplados com os veículos, visando trazer melhorias ao transporte de produtos alimentícios da agricultura familiar.

A solenidade de entrega dos caminhões aconteceu na sede do Instituto de Ensino de Segurança do Pará (Iesp), com a presença do governador Helder Barbalho, que entregou simbolicamente as chaves aos prefeitos dos municípios contemplados. Os veículos foram entregues em uma parceria entre o governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e do Ministério da Cidadania.

Segundo o governo do estado, o objetivo é o fortalecimento da produção advinda da agricultura familiar e incentivo às ações de combate à insegurança alimentar e nutricional, através do Programa Alimenta Brasil, antigo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O programa compra alimentos produzidos pelos agricultores e os destina às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional e àquelas atendidas pela rede socioassistencial, seja por equipamentos públicos ou pela rede pública e filantrópica de ensino.

Assim, destaca o governo, os veículos entregues além de garantir a distribuição efetiva dos produtos advindos do Alimenta Brasil, também contribuem para a redução do custo de transporte da produção destinada aos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), viabilizando um escoamento adequado e de qualidade.

Ao todo, serão beneficiadas 40 mil famílias da agricultura familiar e 42 municípios com adesão ao programa. Os municípios contemplados são Abaetetuba, Acará, Augusto Correa, Aurora do Pará, Barcarena, Belém, Breu branco, Benevides, Breves, Cachoeira do Arari, Cametá, Capitão Poço, castanhal, Chaves, Curuçá, Dom Eliseu, Eldorado dos Carajás, Garrafão do Norte, Igarapé-Miri, Irituia, Maracanã, Ourém, Portel, Muaná, Nova Ipixuna, Nova Timboteua, São Sebastião da Boa Vista, Rondon do Pará, Quatipuru, Santa Luzia do Pará, Santa Maria do Pará, Santarém Novo, São Caetano de Odivelas, São Domingos do Araguaia, São Geraldo do Araguaia, São Miguel do Guamá, Terra Alta, Trairão, Tracuateua, Vigia, Viseu e Xinguara.  

Os recursos federais para a aquisição dos veículos vêm do orçamento para implantação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan), sistema público de governança que organiza e incentiva a integração das ações de promoção da cidadania. O Programa Alimenta Brasil possui duas finalidades básicas: promover o acesso à alimentação e incentivar a produção de alimentos dos agricultores rurais.

As prefeituras utilizam os veículos para buscar os alimentos nas propriedades rurais e levá-los às centrais, onde passam por conferência e são distribuídos aos pontos de serviço de alimentação. As Centrais da Agricultura Familiar atuam como um elo entre os produtores rurais e as entidades sociais, que são equipamentos públicos que ofertam serviços de alimentação.

Prefeita Iara Braga recebe as chaves do caminhão do Alimenta Brasil

Elas operam a logística de recebimento e distribuição dos alimentos que irão compor o cardápio de creches, escolas públicas, restaurantes populares, cozinhas comunitárias e instituições da rede socioassistencial. Presente na solenidade, a prefeita de Eldorado do Carajás, Iara Braga, ressalta que o veículo será entregue à Secretaria Municipal de Assistência e Promoção Social (Semaps), que o utilizará para a entrega de alimentos do Programa Alimenta Brasil.

Ela explica que a equipe da Semaps irá utilizar o caminhão para recolher os alimentos produzidos pelo produtor rural e distribuirá de forma simultânea às entidades, que atendem pessoas que vivem em condição de vulnerabilidade social no município.

Tina DeBord