Novo Repartimento, Tucuruí e Jacundá registram aglomeração em bancos

Nesta segunda-feira, o cenário era desalentador, principalmente em relação aos idosos, alvos mais frágeis do novo coronavírus
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Moradores de três cidades da região sudeste do Pará denunciaram aglomerações em frente às agências bancárias do Bradesco, nesta segunda-feira (7). Nas imagens percebe-se que nem todos os clientes usam máscara de proteção nem respeitam o distanciamento entre pessoas. Tanto fora quando no interior das unidades bancarias é intensa a movimentação de populares.

“Vergonha em Novo Repartimento. Banco Bradesco é um caos todo final de mês. Os idosos são maltratados nas longas filas à espera do pagamento e o banco não tem dinheiro, causando aglomeração em frente à agência e nos prestadores de serviços. Falta de respeito para com todos os idosos. É preciso se tomar uma providência, urgente”, escreveu Valdenez Batista, o Nego da Rádio, em uma rede social.

Em Tucuruí, desde as primeiras horas do dia era intensa a movimentação de clientes, principalmente de idosos aposentados e pensionistas. “Cheguei cedo aqui, mas trouxe minha máscara”, conta Maria Raimunda de Souza, que estava a menos de meio metro de outra pessoa.

Na cidade de Jacundá a denúncia feita pelo vereador Daniel Siqueira Neves (Podemos) mostra uma fila de idosos em frente a agência do Bradesco. Ele chama a atenção das autoridades em vigilância em saúde pública para manter o distanciamento do público.

A pandemia do novo coronavírus já infectou 1.772 moradores e 86 pessoas faleceram em consequência da doença no município de Novo Repartimento. E Tucuruí registrou 6.031 casos positivo e 227 óbitos. Em Jacundá, a covid-19 infectou 2037 pessoas e matou 65. As informações são extraídas dos últimos boletins epidemiológicos publicados até a tarde de hoje.

(Antonio Barroso)

Publicidade