Ministério da Saúde reabilita recursos para o Samu de Parauapebas

Iniciativa rápida do secretário Laranjeiras fez com que R$ 805 mil, suspensos para unidades de suportes básico e avançado, fossem liberados ao atendimento das necessidades do município.
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

A semana começa com boa notícia para os mais de 200 mil habitantes da capital do minério. Nesta segunda-feira (20), foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) uma portaria do Ministério da Saúde por meio da qual o ministro Luiz Henrique Mandetta autoriza o restabelecimento de repasse financeiro destinado ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Parauapebas. A informação foi levantada com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu e pode ser conferida aqui.

Na prática, R$ 805.350,00 vão voltar a ser repassados ao município para o custeio mensal de habilitação da Unidade de Suporte Avançado (USA), que tem custo de R$ 600.600,00, e da Unidade de Suporte Básico (USB), no valor de R$ 204.750,00. A verba sairá do Fundo Nacional de Saúde (FNS), que adotará medidas essenciais para o restabelecimento do repasse, regular e automático, em parcelas mensais, para o Fundo Municipal de Saúde (FMS) gerido por Gilberto Laranjeiras, titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

À frente da pasta, diga-se de passagem, Laranjeiras tem conseguido fazer retornar a Parauapebas recursos que foram inabilitados ou que estavam estacionados no Ministério da Saúde. O recurso destinado ao Samu, por exemplo, foi suspenso por meio de uma portaria do MS no final de setembro do ano passado, mas Gilberto Laranjeiras rapidamente encaminhou ofício ao gabinete do ministro da Saúde, com resposta positiva para o município de Parauapebas. O processo originário da suspensão da verba está protocolado sob número 25010.001852/2017-82 na Divisão de Gestão e Expedição de Documentos e Atos Oficiais na Atenção Especializada (Diged/Saes).

Vale lembrar que o esforço do secretário Gilberto Laranjeiras fez Parauapebas receber dez novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para adultos e recurso de R$ 2.628.000,00 para custeio, no final do ano passado. Com isso, o orçamento da saúde local, previsto em R$ 285 milhões para 2020, vai ter alívio, liberando recursos para que investimentos em outras áreas possam ser realizados.

Publicidade