Marabá: Hospital Materno fica sem energia

Foram quase duas horas com o gerador desligado, devido a um superaquecimento. Pacientes e acompanhantes se desesperaram, mas a direção diz que não há motivo para pânico
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Acompanhantes e pacientes internados no Hospital Materno Infantil (HMI), em Marabá, gravaram vídeos, com celular, mostrando a unidade de saúde às escuras no final da tarde de ontem (2). O fato se de me um momento de queda de energia elétrica no Núcleo Velha Marabá, onde fica localizado o hospital. Em uma das imagens um enfermeiro aparece acendendo a lanterna de um celular para atender a um paciente.

As imagens que viralizaram em grupos de WhatsApp, em Marabá, colocaram em dúvida se o HMI, que atende a pacientes de 18 municípios do sudeste paraense, realizando 600 partos por mês, uma média de praticamente um parto por hora, não teria um gerador suficientemente capaz de atender à demanda da unidade regional de saúde.

Diante da situação, a direção do Materno Infantil explicou que o hospital tem, sim, um gerador que tem menos de um ano de uso. O que ocorre é que o equipamento apresentou uma superaquecimento e teve de ser desligado até que fosse consertado.

Segundo a direção do HMI, houve falta de energia no hospital por volta das 17h, funcionando de imediato o gerador até às 17h30, quando foi detectado o aquecimento e foram acionadas equipes de manutenção da Secretaria Municipal de Saúde e também da Secretaria de Obras.

“As incubadoras, respiradores, bombas de infusão e monitores existentes na UCI/UTI neonatal do HMI funcionam com baterias internas que tem durabilidade de até 2 horas e estavam carregadas, podendo ainda ser trocadas caso necessário”, diz a nota da direção do HMI.

Ainda conforme explicou a direção do HMI, no Hospital havia três recém nascidos em incubadoras, de modo que o Hospital Regional de Marabá foi acionada para receber os pacientes, caso fosse necessário, mas o fornecimento de energia por parte da Equatorial foi reativado. Além disso, o gerador também passou por conserto.