Marabá: Entidades lançam campanha solidária “Lockdown já!”

Além de pedir o fechamento mais rigoroso de atividades comerciais, as entidades estão arrecadando dinheiro para comprar cestas básicas, máscaras e produtos de higiene
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Um coletivo de entidades que militam na defesa dos direitos humanos em Marabá e região lançou a campanha “Lockdown já!”. O objetivo é manter o maior número de pessoas em casa para diminuir as mortes pelo coronavírus, que em Marabá chegaram a 26 até ontem (7). Mas não é só isso…

Atrelada ao pedido de lockdown (confinamento), as entidades também lançaram campanha de arrecadação de alimentos e outros donativos para quem estiver passando por problemas financeiros devido ao fechamento de várias atividades comerciais.

Em manifesto divulgado à Imprensa e nas redes sociais, as entidades alertam que o lockdown é considerado o nível mais alto de segurança sanitária e pode ser adotado em situação de grave ameaça ao Sistema de Saúde, “o que claramente estamos vivendo em Marabá”, diz o manifesto.

“Em lockdown todas as entradas do perímetro definido para o bloqueio são controladas por profissionais de segurança e ninguém tem permissão de entrar ou sair. Os objetivos são interromper qualquer atividade por curto período de tempo, sendo uma medida eficaz para a redução da curva de casos e para reorganização do sistema”, explicam as entidades.

Ainda segundo o manifesto, os países que implementaram o lockdown conseguiram sair mais rápido do momento mais crítico da pandemia. No Brasil, a medida já foi imposta à região metropolitana de São Luís (MA), Fortaleza (CE) e na Região Metropolitana de Belém.

“O quanto antes resguardarmos nossa cidade, melhor, pois poderemos voltar as nossas atividades mais cedo. Conscientização, respeito e cuidado com a cidade de Marabá”, finaliza o documento assinado pelo coletivo feminista “Juntas”, Fundação Zé Cláudio & Maria e a Rede Emancipa – Movimento Social de Cursinhos Populares.

Campanha solidária

As mesmas entidades iniciaram também uma campanha de arrecadação em solidariedade às pessoas que mais estão sofrendo com a crise acentuada pelo covid-19, tanto do ponto de vista sanitário como econômico.

Inicialmente as doações financeiras serão revertidas em cestas básicas, produção de máscaras e produção de material de higiene e limpeza.

*Serviço:*

As doações podem ser feitas para uma conta poupança em nome de Naide Cordeiro Pacheco. Os dados são:

Banco: Caixa Econômica Federal

Agência: 1578

Conta: 683106

Operação: 013

CPF:64069885234

Para quem tiver dúvida, ou queira conversar com algum responsável pela campanha, o contato pode ser feito pelos seguintes números de WhatsApp:

(91) 983174151 Juntas

(94 )981443100 Emancipa

(94) 98196-9760 Fundação Zé Cláudio & Maria

Publicidade