Pará

Manifestantes interditam PA150 nesta tarde em Tailândia

Quase 1.500 servidores temporários estão sendo desligados da prefeitura por ordem da Justiça, que exige a realização de concurso público

Ex-funcionários da Prefeitura de Tailândia fecharam na tarde desta quarta-feira, 30, um trecho da Rodovia PA-150. Somente ambulâncias são autorizadas a passar no local. Eles protestam contra a demissão, por ordem judicial, de servidores contratados pela atual gestão. Uma fila de caminhões, ônibus, carros pequenos e motos começam a se formar ao longo da estrada. Os servidores municipais temporários foram demitidos no final do ano passado, por ordem do Ministério Público do Pará. A Justiça determinou que o município de Tailândia não realize novas contratações temporárias nem renove ou prorrogue atuais contratos de professores e demais funções temporárias.

Diante dessa demissão em massa, o grupo de demitidos realizou três manifestações neste mês tendo como alvo a rodovia estadual, que geralmente fica interditada por algumas horas. “Estamos reivindicando nosso direito de trabalhar”, disse Manoel Ribeiro, um dos desempregados.

O Ministério Público informou que 1.478 contratados temporários na cidade devem ser afetados pela decisão, tendo de ser desvinculados neste início de 2019. Segundo o promotor Renato Belini, autor da ação, a decisão representa “vitória contra a prática insistente dos gestores públicos”. A Justiça exige que a prefeitura realize concurso público.

Prefeitura de Tailândia se manifesta

Por meio da Assessoria de Imprensa, a Prefeitura de Tailândia informou que a demissão ocorreu por ordem judicial e que está tentando medida jurídica legal para fazer as contratações temporárias, visto que não há concursados suficientes para suprir as necessidades de mão-de-obra do serviço público do município; e, a realização de concurso público é um processo extenso e demorado.

Deixe seu comentário