Jacundá

Greve na educação chega ao fim em Jacundá

Foi necessária a intermediação do prefeito Ismael Barbosa nas negociações, para que houvesse um consenso a fim de colocar um ponto final na paralisação, que já durava duas semanas. Ufa!

O prefeito Ismael Barbosa, de Jacundá, comandou na tarde de ontem, terça-feira (26), reunião com os coordenadores do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp) – Subsede de Jacundá-, vereadores e principais auxiliares da administração municipal, para pôr fim à greve na educação, que já durava duas semanas. Um acordo foi selado e os profissionais voltam às escolas a partir de hoje.

A reunião aconteceu no prédio da Secretaria de Educação e teve ânimos exaltados, mas prevaleceu o diálogo com a finalidade de chegar a um acordo. Entre as propostas apresentadas pelos participantes, prevaleceram três citadas pelo prefeito Ismael: jornada de 133 horas para os professores concursados, retorno das 6 horas de trabalho para o pessoal de apoio e reposição dos dias de greve sem gerar faltas para o servidor.

“Tivemos a consciência de atentar para o lado social, pois, milhares de crianças estão sem aulas, e essa reunião atendeu às demandas do sindicato, após abrirmos as portas para o diálogo com o objetivo de chegar a um denominador comum. Com isso, toda a população ganha. E, a partir daqui o sindicato vai andar junto com o governo”, garantiu o gestor municipal.

Ismael lembrou que a administração pública de Jacundá havia ganhado todas as decisões judiciais até o presente momento, já havendo liminar que declarava a greve abusiva. Assim, por acordo entre as partes a greve foi encerrada.

Participaram da reunião os representantes do sindicato Juedson Viana, Israel Soares, Ana Cléia, Antônio Filho, Ivanildo e o coordenador estadual Beto, além de representantes da administração e da Câmara Legislativa. O Sintepp ainda não divulgou nota sobre o fim da greve.

Deixe seu comentário