Notícias

Frente do PT do Pará rejeita aliança com PMDB

Uma frente de petistas do Pará, liderada pela corrente Democracia Socialista, decidiu denunciar a aliança entre o PT e o PMDB paraense em torno da candidatura de Helder Barbalho, filho …

Cláudio Puty (Foto: Antônio Araujo / Câmara dos Deputados)

Uma frente de petistas do Pará, liderada pela corrente Democracia Socialista, decidiu denunciar a aliança entre o PT e o PMDB paraense em torno da candidatura de Helder Barbalho, filho do senador Jader, ao governo do estado.

Reunida na noite da segunda-feira em Belém, a frente com cerca de 100 militantes decidiu registrar o nome do deputado federal Cláudio Puty como candidato do partido ao governo.

A ex-deputada estadual Regina Barata é uma das que defende a candidatura de Puty. Desde agosto do ano passado, Puty colocou seu nome à disposição do PT como candidato próprio do partido ao governo do Estado.

A frente anti Barbalho é liderada pela ex-governadora Ana Júlia Carepa, que rompeu com o PMDB quando ainda estava no governo. Outra corrente do PT apoiada pelo ex-presidente Lula defende a aliança com o PMDB, o apoio à candidatura de Helder e o lançamento do ex-deputado petista Paulo Rocha ao Senado.

Fonte: Felipe Patury – Época

·

4 comentários em “Frente do PT do Pará rejeita aliança com PMDB

  1. José Orlando Vieira Reis Responder

    Não importa o que o Lula pensa ou deixa de pensar. Aliás, ele está se tornando tão coronel quanto o Sarney e o Barbalho – isto sem falar na corrupção a que as duas famílias estão envolvidas. Vamos dar um basta nisso; vamos eleger um governador que realmente tenha compromisso com o nosso povo, com a nossa história. Os pseudoPTistas que apoiam o Barbalho (pai & filho) se esqueceram que o Jáder está com um processo na justiça por corrupção? Esqueceram que o Helder jogou Ananideua na lama? O que querem estes “companheiros”? Tomem vergonha pessoal! Esqueçam o seu bolso e pensem no povo. Ou voçês acham que em caso de eleição os Barbalho vão dar a mínima para voçês? Idiotas!!!

Deixe seu comentário