Fábio Bentes acredita em retorno do Parazão e é contra título antecipado ao Paysandu

Fábio Bentes acredita em retorno do Parazão e é contra título antecipado ao Paysandu
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Federação Paraense de Futebol (FPF) ainda não se pronunciou oficialmente sobre o futuro do Parazão 2020. A competição foi suspensa após a 8ª rodada da primeira fase devido a pandemia do novo Coronavírus. A ideia da FPF é tentar reunir com os representantes dos 10 clubes que participam da competição em meados do mês de abril para tentar solucionar a questão, se encerra a competição, ou dependendo de como está o Covid-19 no Pará, seguir o estadual de onde parou.

Sem previsão de datas para o retorno e até mesmo de um possível encerramento do Parazão, algumas especulações de bastidores começam a surgir. Nada é oficial, mas alguns defendem o encerramento da competição tendo o líder do Parazão, o Paysandu Sport Club, como o campeão, e com a possibilidade de não ter nenhuma equipe rebaixada nesta temporada. Acontece que, matematicamente, o Carajás já está rebaixado com duas rodadas de antecedência, e o Papão, não ganhou turno, devido o campeonato ser de pontos corridos e dividido em duas chaves.

Nesta semana, alguns presidentes se manifestaram sobre um possível desfecho da competição em tempos de Covid-19. Para não atrapalhar o calendário do Brasileirão, a CBF poderá sugerir as federações que encerrem os estaduais pelo Brasil, mas nada de oficial em cima dessa informação. O presidente do Clube do Remo, Fábio Bentes, deixou claro que acredita em um possível retorno do estadual paraense.

“A situação ainda está muito nebulosa, não tem nenhuma definição nesse sentido. A CBF já disse, inclusive, que os estaduais estão prestigiados e que ela pretende determinar, que os jogos aconteçam. A expectativa é em cima disso, não há, hoje, qualquer movimento na CBF pelo encerramento dos estaduais antes da hora. Existem alguns estados debatendo isso. Aqui no Pará a discussão ainda não iniciou”, disse Fábio Bentes, presidente do Clube do Remo.

Outros presidentes podem sugerir a FPF, o encerramento da competição, é o caso dos mandatários de Paysandu, Ricardo Gluck Paul, e do Carajás, Luiz Omar Pinheiro, que defendem a ideia do término pensando no financeiro dos clubes. O Pica-Pau, por exemplo, já liberou seu elenco e praticamente não terá jogadores suficientes para seguir na competição. Luiz Omar Pinheiro declarou que é a favor do título ao Papão e que a competição não tenha rebaixamento. Já Fábio Bentes, mandatário do Leão, é totalmente contra a questão de declarar algum time como campeão desta temporada.

“Não vejo hoje um amparo legal de encerrar o Parazão e declarar um campeão. Não há no regulamento qualquer previsão neste sentido. Se qualquer movimento nesse rumo fosse tomado, o Remo tomaria as providências jurídicas, tanto na justiça desportiva quanto, se necessário, na justiça comum. Da nossa parte nem considera essa hipótese de decretarem um campeão agora, sem terminar o campeonato”, afirmou Fábio Bentes.

Por Fábio Relvas

Publicidade