Estrada de Ferro Carajás e Estrada de Ferro Vitória a Minas têm melhor desempenho ambiental

Administradas pela Vale, as ferrovias receberam os melhores índices pela ANTT entre as ferrovias brasileiras
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Estrada de Ferro Carajás e a Estrada de Ferro Vitória a Minas, administradas pela Vale no Brasil, receberam as melhores avaliações ambientais entre as ferrovias brasileiras, de acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O Índice de Desempenho Ambiental (IDA) é aplicado pelo órgão federal responsável pela concessão, fiscalização e regulação das ferrovias brasileiras. A Estrada de Ferro Carajás obteve a pontuação 0,83 em uma escala de 0 a 1. Na sequência, está a Estrada de Ferro Vitória a Minas, com 0,81.

Pelo segundo ano consecutivo, as duas ferrovias têm o melhor desempenho. Para o gerente-executivo de Meio Ambiente da Vale, Bruno Ferraz, o resultado reflete os esforços da empresa pela relação sustentável com os territórios onde atua. “Estamos atentos a cada etapa do processo, utilizando tecnologia e buscando soluções inovadoras para aprimorar nossos controles ambientais. Também desenvolvemos um trabalho de diálogo com as comunidades visando ampliar as ações de conservação ambiental”, diz.

O indicador ambiental é formado a partir de quesitos como correta destinação de resíduos; reuso de água; controle de emissões; eficiência energética; relacionamento com moradores de cidades vizinhas às ferrovias; e iniciativas de conservação do meio ambiente. Entre as ações desenvolvidas pelas duas ferrovias estão segregação de resíduos sólidos, reaproveitamento de água da chuva e sistemas de tratamento de efluentes, aplicação de polímeros supressores de poeira nas cargas, além de monitoramento automatizado da qualidade do ar.