Em Parauapebas, preso morre eletrocutado em cela da carceragem do bairro Rio Verde

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

PresosA Polícia Civil de Parauapebas investiga a morte de Clayton da Silva Chaves, um detento de 25 anos, custodiado desde a última sexta-feira (1°) na carceragem municipal. Ele era suspeito de tráfico de drogas e teria morrido após ser eletrocutado na madrugada de sábado (2).

O corpo de Cleiton da Silva Chaves, foi encontrado na noite de sábado, amarrado às grades da cela, que mesmo com capacidade para abrigar apenas 50 detentos, na noite do crime estava sendo ocupada por 74.

Clayton, que é natural de Parauapebas, já tinha passagem por aquela carceragem, mas, há dois meses e meio, havia sido liberado pela justiça. Notícias dão conta que o crime teve motivação passional, já que Cleiton estaria tendo um relacionamento amoroso com a companheira de outro detento, colega de cela.

Hoje (04) a carceragem do Rio Verde abriga 141 presos, quando deveria abrigar apenas 90.

Após o crime, na tarde do sábado, a direção da carceragem encaminhou 30 presos para Marabá. Eles deverão seguir ainda nesta segunda-feira para um presídio na capital do Estado. O delegado responsável pelo caso disse que os 74 presos da cela onde o fato se deu serão ouvidos em inquérito.

Publicidade