Muita atenção na hora de escolhe em quem votar

Efetivamente começa nesta segunda-feira, 4 de agosto, o segundo semestre. Depois do carnaval, férias e Copa do Mundo, vem aí as eleições. Em um ano atípico, seria bom nos esforçarmos …

PoliticaEfetivamente começa nesta segunda-feira, 4 de agosto, o segundo semestre. Depois do carnaval, férias e Copa do Mundo, vem aí as eleições. Em um ano atípico, seria bom nos esforçarmos para que na hora de puxar o saldo, pelo menos que tenhamos feito boas escolhas para nos representar politicamente. 

O brasileiro tem a mania besta de dizer que não gosta de política e, talvez por isso, elegemos tantos políticos ruins. Políticos que não têm nenhum compromisso com o povo e que fazem da política um meio de vida.

Em outubro, antes de votar, procure saber quem são os candidatos, investigue suas vidas pregressas, seus objetivos com o mandato. Não caia na esparrela de conceder o bem mais precioso que você tem, pelo qual muitos políticos lutam, o voto, à candidatos paraquedistas que você só terá o desprazer de ver nas próximas eleições.

Vote consciente, escolha seu candidato como se estivesse escolhendo um companheiro para sua filha. Você não escolheria sem critério um marido para sua filha, não é mesmo? Não cometa os erros abaixo ao escolher seu candidato. Você pode até se dar bem em um primeiro momento, mas lembre-se, o mandado dura no mínimo 4 anos.

O erros mais comuns do eleitor
  • Confundir a pessoa com o político. Muitos políticos ruins ou corruptos são carismáticos.
  • Votar em quem está ganhando. Pelo menos no primeiro turno, o que vale é sua primeira escolha.
  • Votar em esquisitões para protestar. Eles podem ser piores que os que motivam protestos.
  • Votar em alguém somente porque compartilha algo com ele (mesmo bairro ou religião).
  • Trocar o voto por um presente ou um favor do candidato.

Antigamente era mais fácil escolher um candidato, pois eles tinham alguma ideologia política para defender. Havia partidos adversários e você certamente era simpatizante de alguns desses ideais. Hoje, a política se tornou um samba do crioulo doido. Comunistas estão alinhados com democratas, socialistas com republicanos e por aí vai.

Preste atenção nas promessas de governo dos candidatos. Falar mal de quem está no poder virou moda e é muito fácil. Veja se o seu candidato tem propostas contundentes para melhorar o que aí está. Quem fala que a saúde está mal sem mostrar o que está errado e como melhorá-la não merece seu voto.  Quem também faz promessas faraônicas que jamais sairão do  papel também deve ser descartado imediatamente. Procure um candidato que tenha começo, meio e fim. Que diga onde estão os erros e que aponte as soluções. Fazendo isso certamente teremos políticos melhores nos representando e, consequentemente, teremos uma vida melhor pela frente.

Boa escolha!

Deixe seu comentário