Em Marabá, construtora paralisa obra por inadimplência da Vale. Moradores revoltados interditam Estrada de Ferro Carajás

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

imageDezenas de moradores do bairro Araguaia, em Marabá realizaram um protesto nesta segunda-feira (7) na Estrada de Ferro Carajás, da Vale. Os manifestantes queimaram pneus nos trilhos da ferrovia, impedindo a passagem dos trens que circulam entre os estados do Pará e do Maranhão. Um trem que passava pelo local chegou a ser atingido pelas chamas.

Os moradores cobraram providências da prefeitura local a respeito de uma obra de pavimentação nas ruas do bairro. A obra foi iniciada há cerca de um ano, mas foi interrompida.

Em nota, a Prefeitura de Marabá informou que as obras estão em andamento, que algumas ruas foram pavimentadas e receberam drenagem, mas a construtora responsável pela obra depende de um pagamento que deverá ser feito pela mineradora Vale para poder concluir os trabalhos.

image

Confira a íntegra da nota enviada pela prefeitura de Marabá:

As obras estão em andamento no Bairro Araguaia, antiga Invasão da Fanta, onde já foram pavimentadas as avenidas das Torres e Araguaia e as ruas Prata,  Gênesis e 19. No momento, as demais 14 vias que serão pavimentadas já receberam base e sub-base, após terem recebido drenagem profunda. Entretanto a Construtora Gratão, responsável pela obra, depende do recebimento da última medição, pagamento a ser feito pela Vale, uma vez que a Prefeitura de Marabá já fez sua parte, enviando as informações necessárias para que a mineradora efetue o pagamento, o que deve acontecer ainda esta semana, de acordo com a construtora. Assim que isso ocorrer, as ruas já terraplenadas receberão camada de imprimação e depois o asfalto, vindo em seguida meio fio e sarjeta. Vale ressaltar que aquele bairro, na atual administração, já recebeu iluminação pública em todas as ruas, escola com modernas instalações, creche e agora vai ganhar uma Unidade Básica de Saúde. Antes, na antiga Fanta, que sequer tinha a atenção do poder público, nem mototáxi entrava, devido a precariedade das ruas e o perigo que era transitar à noite. (Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marabá)

Atualização às 18h – Nota da Vale

A Vale informa que a Estrada de Ferro Carajás (EFC) foi liberada por volta das 13h desta segunda-feira (7/9) após ter sido invadida às  8h na manhã de hoje,  na altura do bairro  KM 7, em Marabá. Os invasores atearam fogo em pneus na via férrea, interrompendo a operação da estrada de ferro e causando risco de perigo de desastre ferroviário, considerado crime pelo Código Penal. Os invasores reivindicavam  a retomada dos serviços de pavimentação para as ruas do bairro e que fazem parte do convênio com a Prefeitura Municipal.

Com relação à obra, a Vale esclarece que o repasse de recursos encontra-se em dia, dentro do cronograma e do prazo estabelecidos pelo convênio firmado com a  prefeitura municipal, responsável por toda a gestão da empresa executora da obra.

Os recursos fazem parte dos investimentos sociais da Vale, por meio do projeto de expansão da Estrada de Ferro Carajás e buscam aumentar a segurança para as comunidades e promover a melhoria da qualidade de vida para as famílias da região. Os locais foram definidos em conjunto com a Prefeitura Municipal, com o intuito de viabilizar o acesso dessas comunidades a serviços essenciais, como o transporte público.

A Vale reafirma seu compromisso em manter diálogo aberto e transparente com as comunidades, no entanto, a empresa repudia veementemente qualquer ato de violência que desrespeite o Estado Democrático de Direito e continuará adotando  medidas criminais cabíveis para a responsabilização de todos os invasores  desta interdição.

Assessoria de Imprensa Vale

Publicidade

Relacionados