Marabá

Doze secretários de Tião Miranda já estão definidos

Ulisses Pompeu – de Marabá O Blog levantou junto ao grupo político do deputado estadual Tião Miranda, eleito prefeito de Marabá, a maior parte de seu secretariado. As principais secretarias …

Ulisses Pompeu – de Marabá

O Blog levantou junto ao grupo político do deputado estadual Tião Miranda, eleito prefeito de Marabá, a maior parte de seu secretariado. As principais secretarias já estão definidas, enquanto as demais o novo gestor ainda está alinhavando nomes para sua composição.

A primeira bomba relógio chamada Semed (Secretaria Municipal de Educação) será administrada pelo advogado e atual presidente da Cosanpa Luciano Dias, um fiel escudeiro de Tião e considerado uma pessoa serena, capaz de lidar com o emblemático PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração) do Magistério, que contribuiu para deixar a secretaria ingovernável e ajudou a manchar a imagem da gestão de João Salame.

Para a Secretaria de Saúde, o nome cotado inicialmente – de Adailton de Sá – não vingou, porque o médico-fazendeiro simplesmente não quis assumir a pasta, outra bomba-relógio que o governo de Tião terá de desarmar. Depois, vários outros nomes foram ventilados, mas ninguém aceitou. Nesta quarta-feira, todavia, segundo dois interlocutores de Miranda, Dr. Adailton teria aceitado iniciar como secretário, mas em seguida passaria a pasta para o advogado Marcone Leite. Os dois são de extrema confiança do prefeito eleito.

Para a SDU (Superintendência de Desenvolvimento Urbano), Tião escalou o também advogado Mancipor Oliveira Lopes, que já ocupou o cargo de juiz no TRE-PA.

Fábio Moreira, da Construfox deve ir para a menina dos olhos de Tião Miranda: a Secretaria de Obras.

Múcio Eder Andalécio, que trabalhou na campanha de Tião, será o secretário municipal de Urbanismo.

Rubens Sampaio, que já exerceu o cargo de secretário de Agricultura na última gestão de Tião Miranda, estará de volta à função.

A Congem (Controladoria Geral do Município) seria ocupada pelo vice-prefeito Antônio Cunha, delegado licenciado da Polícia Federal e que vem pregando a realização de um governo transparente e intransigente com a corrupção. Todavia, no início da tarde desta quarta-feira chegou a informação de que ele deve abrir mão deste cargo, apenas indicando a Tião uma pessoa de sua confiança para o cargo. Assim, Toni ficaria mais livre para transitar por todas as secretarias.

Para a Secretaria Municipal de Administração o escolhido é um servidor de carreira que já ocupou essa função em outras duas administrações de Tião Miranda: José Nilton de Medeiros.

Karam El Hajjar, presidente do IPASEMAR (Instituto de Previdência Social dos Servidores de Marabá) desde as gestões anteriores de Tião Miranda, vai para a Seplan (Secretaria Municipal de Planejamento).

O nome mais cotado para assumir o Ipasemar, órgão que tem as digitais de Karam, é Silvania Ribeiro, possivelmente apontada pelo próprio Karam. Ela é servidora de carreira e atua, desde 2013, como diretora de Benefícios do Instituto Previdenciário.

O agente da Polícia Rodoviária Federal, Jair Barata, seria o nome indicado por Toni Cunha para a Secretaria de Segurança Institucional, que ainda não está definido se será mantida ou extinta. Mesmo assim, restariam para ele DMTU e Guarda Municipal.

As secretarias de Meio Ambiente, Cultura, Gestão Fazendária e Assistência Social ainda não estão definidas. Houve especulação de que Márcia Paz, esposa de Ítalo iria ocupar esse cargo, mas essa possibilidade foi deletada esta semana.

A Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração, deverá ser ocupada por Ricardo Plugliese, ex-Sinobras, uma indicação de Ítalo Ipojucan, ex-vice de Tião e hoje quase-sogro de Toni Cunha.

No pacote do “adeus secretaria” entram Turismo, Esporte e Ações Comunitárias. Turismo e Esporte seriam transformadas em departamentos da Secretaria de Cultura. A aglutinação e extinção visam diminuir custos com aluguéis e salários.

Ao analisar a lista de secretários, é possível perceber que faltam ainda nomes tradicionais e que são aliados políticos de Tião Miranda. É o caso de Vanda Américo, Wilson Teixeira e Jedean Milhomem, por exemplo, que poderão ocupar cargos no segundo escalão.

6 comentários em “Doze secretários de Tião Miranda já estão definidos

  1. Marabanse otimista Responder

    Enfim leio bons nomes para secretariar minha amada Marabá. Que estes tenham o mesmo caráter e trabalho do meu prefeito eleito Tião!

  2. Wagnon Sousa Responder

    Não sei de onde tirou essa informação, porém quero deixar bem claro que a Guarda Municipal não pode ser comanadada por pessoas externas, somente do quadro efetivo. Está bem claro na Lei Federal 13.022/14 em seu art. 15.

    Art. 15. Os cargos em comissão das guardas municipais deverão ser providos por membros efetivos do quadro de carreira do órgão ou entidade

  3. Fábio Dantas Responder

    Há uma barreira legal para o PRF Jair Barata, não ainda a Guarda Municipal, tendo em vista a Lei Federal 13.022/2014, a qual prevê que os cargos de provimento em comissão, só podem ser ocupados por servidores efetivos do quadro de Guarda Municipal, que o futuro Secretário possa reviver os bons momentos das duas instruções de segurança no município, DMTU & Guarda Municipal.

  4. Deltonio Ribeiro da Silva Responder

    Sensacional as informacoes prestadas gostei muito e achei de alto cunho parabens sou de Maraba mas moro em Belém desde 1985 Deltonio Ribeiro da Silva

Deixe seu comentário