Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
COMBUSTÍVEIS

Gasolina encerra 2018 entre R$ 4,69 e R$ 4,86 em Parauapebas, mostra ANP

Pela primeira vez, combustível do município inicia o ano não sendo nem o primeiro nem o segundo mais caro do Pará. Em quase três meses, preço do produto caiu até 65 centavos.

A gasolina mais barata de Parauapebas pode ser encontrada ao preço de R$ 4,696 nas bombas de um posto localizado na Avenida H, Bairro Cidade Jardim. É o que constatou a Agência Nacional do Petróleo (ANP), às vésperas da virada de 2018 para 2019, por meio do Sistema de Levantamento de Preços (SLP). A informação foi divulgada ontem (2), e o Blog do Zé Dudu teve acesso exclusivo aos dados.

Nos últimos três meses, desde que a Petrobras passou a anunciar reduções consecutivas do preço dos combustíveis nas refinarias, a gasolina despencou 65 centavos em Parauapebas, considerando-se a diferença entre o preço mais salgado (R$ 5,34) e o agora mais barato (R$ 4,69). No próprio posto da Avenida H, a queda de preço no período foi de 54 centavos — conforme frequentemente o Blog tem divulgado, com base no SLP, desde 22 de outubro.

A ANP pesquisou sete estabelecimentos em Parauapebas nos dias 26 e 27 de dezembro, nos bairros Cidade Jardim, Cidade Nova, Rio Verde e Vila Rica. O posto da Rua Amsterdã, no Vila Rica, é o que compra a gasolina mais barata (R$ 3,884) e vende por R$ 4,85, praticamente R$ 1 de lucro por litro.

Pará adentro

Dos 115 postos de gasolina inspecionados pelos técnicos da ANP, os de Altamira levam o troféu de mais careiros. O preço médio do litro naquele município é de R$ 5,014. Abaetetuba (R$ 4,955), Xinguara (R$ 4,916), Conceição do Araguaia (R$ 4,893) e Marabá (R$ 4,835) seguem no topo da lista da carestia.

A gasolina mais barata está nas bombas de Ananindeua, por, em média, R$ 4,185. Belém (R$ 4,336), Castanhal (R$ 4,357), Santarém (R$ 4,385) e Bragança (R$ 4,425) vêm na sequência.

Parauapebas

Gasolina está abaixo de R$ 5 em todos os postos de Parauapebas, diz ANP

No município, posto de gasolina é negócio da China. Eles vendem combustível cerca de R$ 1 mais caro em relação ao que compram das distribuidoras. Dados foram divulgados ontem.

Pela primeira vez em mais de três meses, todos os postos de combustíveis de Parauapebas estão vendendo gasolina por menos de R$ 5. A informação é da Agência Nacional do Petróleo (ANP), que realiza quinzenalmente a apuração de valores nos estabelecimentos por meio do Sistema de Levantamento de Preços (SLP). O preço médio do litro, que num passado não muito distante chegou a R$ 5,20, agora está em R$ 4,85.

Em sete estabelecimentos avaliados no município, durante a rodada do levantamento realizada entre os dias 16 e 22 deste mês e cujos resultados foram divulgados na tarde de ontem (26), a margem de preços — sem considerar eventuais promoções — caiu consideravelmente entre o posto mais caro e o mais barato.

Se antes a diferença passava de 30 centavos, atualmente está em menos de 3. A bomba mais barata, de onde pinga o litro por R$ 4,84, está no estabelecimento da Avenida Liberdade, no Bairro Rio Verde. Lá, dois meses atrás, a gasolina era a mais cara da série. Em cerca de 90 dias, o produto do referido posto caiu quase 50 centavos, conforme mostra o levantamento da ANP. Já o posto mais careiro, que vende o combustível por R$ 4,868, está na Rua 13, no Bairro Cidade Nova.

Cabe ressaltar que os revendedores de Parauapebas compram gasolina dos distribuidores por quase R$ 1 de diferença. O distribuidor Petrobras repassa o produto por R$ 3,927, enquanto o distribuidor Ipiranga passa adiante por R$ 3,884.

No estado

Todos os postos paraenses apresentaram, também pela primeira vez em três meses, preço médio abaixo dos R$ 5, inclusive em Altamira, município que é campeão estadual do preço alto. Lá, ainda assim, continua com o combustível mais caro: R$ 4,99. Abaetetuba (R$ 4,955), Xinguara (R$ 4,913), Conceição do Araguaia (R$ 4,893) e Parauapebas completam o topo da gasolina mais cara.

A mais barata é encontrada nos postos de Ananindeua, por R$ 4,185 o litro. Ananindeua é acompanhado por Castanhal (R$ 4,357), Bragança (R$ 4,39), Santarém (R$ 4,412) e Belém (R$ 4,417). O preço mínimo mais em conta também está num posto de Ananindeua, onde a gasolina mais barata é encontrada por R$ 4. Já em Altamira está o estabelecimento com o litro mais salgado, por R$ 5,189.

Na região, o preço médio mais barato é do produto de Marabá, onde o combustível é comercializado por R$ 4,839. O estabelecimento marabaense mais barateiro fica na saída da cidade, às margens da PA-150, rumo a Eldorado do Carajás. O preço é de R$ 4,69.