Tucuruí

Criança de três anos teria sofrido espancamento em Tucuruí

A Polícia Civil em Tucuruí abriu inquérito para investigar o caso de uma criança de 3 anos de idade internada no Hospital Regional de Tucuruí com fraturas e hematomas, supostamente provocadas por espancamento. Além da PC, o Conselho Tutelar, IML e Ministério Público do Pará estão apurando o caso. A identidade da mãe e da criança não foram divulgadas.

A criança chegou ao Hospital Regional de Tucuruí na sexta-feira (24), com múltiplas escoriações pelo corpo. A equipe médica suspeitou de agressões físicas. Após o atendimento pela equipe da unidade de saúde, o Conselho Tutelar foi comunicado e abriu procedimento sobre a suspeita de espancamentos. Diante da gravidade dos ferimentos, a criança precisou ser internada na UTI e até o momento não recebeu alta médica.

Em seguida, o caso foi encaminhado ao Ministério Público Estadual. O Instituto Médico Legal submeteu a criança a um exame de corpo de delito, que irá comprovar ou descartar as agressões. E um inquérito foi aberto na Delegacia de Polícia Civil, para investigar o caso.

Segundo o conselheiro tutelar Wendel Magalhães, inicialmente a mãe da criança teria se negado a registrar ocorrência. A suspeita é que as agressões tenham partido de algum parente ou alguém próximo da família. A direção do Hospital Regional informou que só irá se pronunciar após os resultados de exames de corpo de delito.

Deixe seu comentário