Tucuruí faz contratação de emergência para leitos provisórios de UTI

Com cerca de 1.500 casos confirmados de Covid-19 e se aproximando de 100 óbitos, principal praça econômica da região do lago assiste à subida acelerada de infecções e lotação da UPA.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O governo municipal está adquirindo via dispensa de licitação 80 equipamentos por R$ 751.420,60 para, segundo ele, fazer as intervenções necessárias na saúde pública. Enquanto a gestão corre, o mais recente boletim epidemiológico da Prefeitura de Tucuruí registra quase 1.500 casos confirmados de Covid-19, numa escalada que não cessa. O município se aproxima de uma centena de óbitos.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que os pacientes acometidos por coronavírus são direcionados às instalações da sala vermelha da UPA, a qual não possui aparatos suficientes para ampará-los em havendo agravamento no quadro clínico. Desse modo, justifica ser de extrema necessidade a aquisição dos equipamentos. “Estamos diante de situação anormal e excepcionalíssima que merece tratamento e consequências diferenciadas”, alega a administração municipal.

Dado o aumento no atendimento de pacientes em estado crítico com desconforto respiratório grave e a confirmação de infecção por coronavírus, os equipamentos de novos leitos de UTI são essenciais para instalação do sistema ventilatório e da ventilação mecânica invasiva. Os leitos emergenciais vão ser utilizados por doentes em estado moderado e crítico e a dispensa de licitação foi a modalidade escolhida porque, conforme a gestão, não haveria tempo hábil para realização de um pregão para aquisição dos equipamentos.

Publicidade