Comunicado: Prefeito decreta situação de emergência pública em Parauapebas

O objetivo é garantir serviços essenciais com o desabastecimento provocado pela paralisação nacional dos caminhoneiros
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

 

Tendo em vista os impactos já sentidos pela população de Parauapebas e a gravidade das consequências do desabastecimento causado pela paralisação nacional dos caminhoneiros desde 21 deste mês, o prefeito Darci Lermen decretou situação de emergência pública no município na tarde desta segunda-feira, 28.

A medida resulta de uma série de discussões mantidas ao longo do dia pelo governo municipal para evitar a interrupção de serviços públicos essenciais como saúde, segurança e fornecimento de água.

A situação de emergência será mantida até que o cenário seja normalizado e prevê o uso de recursos orçamentários para o custeio de ações emergenciais como a contratação de fornecimento de bens e de prestação de serviços essenciais que devem priorizar a saúde pública, o transporte público, o controle sanitário, abastecimento de água e energia.

O decreto determina ainda a suspensão dos serviços administrativos não essenciais nos dias 29, 30 e 1° de junho e a racionalização no uso de insumos no âmbito da administração municipal.

A Prefeitura de Parauapebas entende que medidas legais e cabíveis devem ser adotadas para garantir amparo à população em um cenário já de escassez de combustíveis e de insumos.

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP