Pará

Comércio do Pará atinge maior crescimento da história em novembro

No comparativo com novembro de 2017, alta foi de mais de 12%. Setor é puxado por vendas de artigos pessoal e doméstico, enquanto comercialização de artigos de papelaria cai bruscamente.

De outubro para novembro de 2018, o setor comercial do Pará deu um salto de 6,2% e mais que dobrou o crescimento no comparativo com o novembro de 2017. As informações foram divulgadas ontem (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados são relativos a comércio varejista.

A alta nacional, de 2,9%, foi puxada pelo aumento das vendas de artigos de uso pessoal e doméstico, na ordem e 8,4%; produtos de farmácia e afins, com aumento de 5,7%; e as compras de supermercado, com 4,6%. Por outro lado, artigos de papelaria, inclusive livros, revistas e jornais, despencaram 13,6%, sendo seguidos pela queda no consumo de combustíveis e lubrificantes, de 5,4%, e de móveis, com 3% de retração.

No setor de serviços, cuja pesquisa foi divulgada na manhã de hoje (16), também pelo IBGE, o Pará até cresceu 0,9% em novembro, na comparação com novembro de 2017. No entanto, o acumulado de 11 meses do ano passado revela um tombo de 4,9%. O estado é o maior entreposto de serviços da Região Norte.

Deixe seu comentário