Com hat-trick de Gabigol, Paysandu vira diante da Tuna na Curuzu e é bicampeão paraense

O atacante do Papão saiu do banco de reservas para brilhar na final assinalando três gols
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Tuna Luso começou melhor e abriu o placar. A bola foi alçada na área do Paysandu na direção do zagueiro Dedé e o atacante Nicolas cortou com a mão, o árbitro Marco José Soares de Almeida não titubeou e marcou pênalti. O atacante Paulo Rangel cobrou e deslocou o goleiro Victor Souza e correu para o abraço, aos seis minutos, 1 a 0 Águia Guerreira. O Papão respondeu rapidamente, depois que Bruno Collaço cruzou da esquerda para Nicolas, que dominou e chutou para fora.

O time bicolor cresceu na partida. Israel cruzou da direita para Marlon, que sozinho cabeceou para fora. No lance seguinte, a equipe alviceleste marcou. Paulinho arrancou bem pelo meio e tocou para Marlon, o atacante deu passe para Igor Goularte que não perdoou e marcou, aos 14 minutos, 1 a 1. O Paysandu meteu pressão. Ratinho chegou bem pela esquerda e chutou cruzado, a defesa da Tuna fez o corte para escanteio.

Foto: John Wesley (Ascom Paysandu)

O Papão queria a virada. Marlon fez boa jogada pela direita e cruzou para a cabeçada de Nicolas, o goleiro Gabriel Bubniack fez a defesa. O time bicolor seguiu em cima. Bruno Collaço cobrou falta para Nicolas, que subiu firme de cabeça para a grande defesa de Gabriel Bubniack. Outra vez o Paysandu foi para cima com Marlon, que chutou e a bola bateu no zagueiro Dedé e se perdeu pela linha de fundo.

Só dava Papão. Paulinho deu bom passe para Igor Goularte que finalizou e parou na grande defesa do goleiro Gabriel Bubniack. Aos 50 minutos do primeiro tempo, Neto cometeu falta em Marlon, levou o segundo cartão amarelo e consequentemente o vermelho, sendo expulso de campo. Com um jogador a mais, o Paysandu se atirou ao ataque no segundo tempo. Israel fez boa jogada pela direita e cruzou para Nicolas, o atacante cabeceou e mandou a bola para fora.

De novo o Paysandu, Marlon tocou para Paulinho, o volante chutou de longe e mandou para fora. Em mais uma tentativa, Israel cruzou da direita, Nicolas tocou de cabeça para o meio da área, a bola quase sobrou para Ratinho, o zagueiro Dedé conseguiu cortar em cima da linha. A Tuna Luso conseguiu finalmente atacar. Lukinha cobrou escanteio para a cabeçada de Dedé, o goleiro Victor Souza salvou o Papão.

O Paysandu respondeu e virou. Ari Moura tocou pelo meio para Gabriel Barbosa, que dominou e chutou para marcar, aos 19 minutos, 2 a 1 Papão. A Tuna sentiu o gol e o Papão aproveitou para pressionar. Ari Moura fez boa jogada individual e tocou para o meio, o goleiro Gabriel Bubniack conseguiu fazer a defesa.

O Papão queria ampliar. Ari Moura se livrou da marcação e chutou, a bola desviou e foi pela linha de fundo. O time cruzmaltino pouco chegou. Pedrinho foi lançado na frente, mas a arbitragem marcou impedimento. Após bola na área tunante, o goleiro Gabriel Bubiniack saiu mal do gol, o atacante Gabriel Barbosa aproveitou e mandou para o fundo do barbante, aos 30 minutos, 3 a 1 Paysandu.

O atacante Gabriel Barbosa estava inspirado em campo. Após receber na área, o Gabigol da Papão, fez pivô na marcação e chutou vencendo mais uma vez o goleiro Gabriel Bubniack, 4 a 1, aos 34 minutos. Foi o terceiro gol do atacante na partida e o resultado já dava o titulo ao Paysandu. Israel escapou bem pela direita e cruzou para a cabeçada de Gabriel Barbosa, a bola subiu para a sorte da Tuna.

Aos 42 minutos, o clima esquentou na Curuzu. Jogadores reservas de Paysandu e Tuna começaram uma discussão generalizada. Acabou sobrando para Lukinha da Tuna que levou cartão vermelho. A Águia teve a chance do empate. Felipe tocou para Jayme e o atacante foi derrubado pelo zagueiro Perema dentro da área e o pênalti foi assinalado. O zagueiro Perema acabou expulso. Léo Rosa cobrou e isolou, aos 52 minutos. Placar final: Paysandu 4 x 1 Tuna. O Papão conquistou o título de bicampeão paraense e o 49° de sua história.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Victor Souza; Israel, Alisson, Perema e Bruno Collaço; Denilson (Robinho), Paulinho (Ari Moura) e Ratinho; Marlon (Jhonnatan), Igor Goularte (Gabriel Barbosa) e Nicolas (Yan).
Técnico: Wilton Bezerra (Interino)

TUNA: Gabriel Bubniack; Léo Rosa, Dedé, Renan e Alexandre Pinho (Felipe); Arthur (Lineker), Neto, Kauê (Pedrinho) e Lukinha; Paulo Rangele (Jayme) Fabinho (Wellington Pará).
Técnico: Robson Melo

  • Árbitro: Marco José Soares de Almeida/FPF
  • Assistente 1: Bárbara Roberta da Costa Loiola/Fifa
  • Assistente 2: Jhonathan Leone Lopes/FPF
  • Quarto árbitro: Joelson Silva dos Santos/FPF
  • Cartões amarelos: Nicolas, Bruno Collaço e Jhonnatan (Paysandu); Neto, Renan, Fabinho, Lukinha e Wellington Pará (Tuna)
  • Cartões vermelhos: Perema (Paysandu); Neto e Lukinha (Tuna)
  • Gols: Paulo Rangel, de pênalti, aos seis minutos do primeiro tempo para a Tuna; Igor Goularte, aos 14 minutos do 1° tempo para o Paysandu; Gabriel Barbosa, aos 19, 30 e 34 minutos do 2/ tempo para o Paysandu
  • Local: Estádio Leônidas Castro, o Banpará Curuzu, em Belém

Por Fábio Relvas / Fotos: John Wesley (Ascom Paysandu)

Publicidade