Coletivo Ocupa CDC programa virada cultural em Parauapebas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Depois de ouvirem do próprio secretário de cultura que o governo municipal tem a intenção de derrubar o Centro de Desenvolvimento Cultural (CDC) de Parauapebas, tendo em vista que a construção de um novo espaço para esse propósito está em processo de conclusão, integrantes dos movimentos culturais de Parauapebas organizaram-se em um Coletivo chamado “Ocupa CDC” e decidiram realizar uma Virada Cultural na cidade.

“Nossa ideia é promover diversas atividades ao mesmo tempo, com produção cultural de todos os cantos da cidade, para mostrar a capacidade do CDC de agregar o movimento cultural, deixando claro o quanto ele é importante enquanto Patrimônio Histórico e Cultural de Parauapebas”, afirmou uma das integrantes do Coletivo, que agrega artistas e produtores culturais de vários segmentos.

A programação deverá ocorrer entre os dias 1 e 6 de agosto. “Inicialmente convidamos diversos produtores culturais que já são inscritos no Conselho Municipal de Políticas Culturais, mas, em seguida, disponibilizamos inscrições para vendas de comidas típicas e produtos de artesanatos e artes em geral. O evento contará também com vários tipos de apresentações”, informou.

Até a presente data, 70% da programação já está fechada. A meta é concluir até o dia 20 de julho e, a partir desta data, será iniciado o processo de divulgação da Virada Cultural de Parauapebas. O Coletivo é constituído por 15 artistas e produtores culturais, que atuam na organização do evento; todas as decisões são tomadas coletivamente.

“O objetivo principal é sensibilizar o poder público de que há uma necessidade de fomento da política pública cultural; que a cultura também gera economia para esta cidade; que a política de eventos não agrega a todos! Precisamos que o Sistema Municipal de Cultura se efetive! Que, a partir dele, os editais culturais sejam liberados para que os grupos culturais e pessoas físicas tenham acesso; que o CDC seja revitalizado, assim como outros equipamentos culturais”, declara o Coletivo.

O titular da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), Popó Costa, informou ao Blog que apoia o movimento. “O Ocupa CDC é uma proposta dos grupos culturais e artistas locais para fortalecer e dar visibilidade aos projetos da cidade. Além disso, os grupos pretendem debater o uso do CDC, que vem sendo questionado depois da notícia de conclusão das obras do novo Centro Cultural. A Secult vem acompanhando de perto a iniciativa dos grupos e estamos, coletivamente, criando as condições para ajudar esses agentes culturais. A ideia é ocupar o CDC com uma agenda de atividades culturais abertas ao público”, afirmou o secretário.

Publicidade