Caminhada Rosa em Canaã reúne mulheres nesta quinta (14) para alertar contra câncer de mama

Ação faz parte da programação do Outubro Rosa que promove exames preventivos para o diagnóstico precoce da doença.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Dentro da programação da campanha Outubro Rosa, realizada em Canaã dos Carajás, ocorrerá a tradicional Caminhada Rosa, que contará com a presença de uma das bandas de música do Exército Brasileiro. O evento será realizado nesta quinta-feira (14), às 7h. A passeata iniciará no Lago dos Buritis, passa pela Avenida Weyne Cavalcante, e termina na entrada do bairro Ouro Preto.

O mês de Outubro já é conhecido mundialmente como um tempo de enfrentamento ao câncer de mama e do cólo do útero. Em Canaã, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e demais secretarias vão promover ações que visam conscientizar pessoas sobre a prevenção, diagnóstico e o tratamento da doença, levando em consideração a importância do “autocuidado”, tema deste ano.

Palestras, exames preventivos, apresentações e atividades físicas em conjunto vão marcar a iniciativa que visa alcançar mulheres a partir de 25 anos e homens com sinais e dores nas mamas.

Câncer de Mama

A doença pode ser percebida em fases iniciais, na maioria dos casos, por meio dos seguintes sinais e sintomas:

Nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor: é a principal manifestação da doença, estando presente em cerca de 90% dos casos quando o câncer é percebido pela própria mulher

Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja

Alterações no bico do peito (mamilo)

Pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço

Saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos

É importante que as mulheres observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal (seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem técnica específica, valorizando a descoberta casual de pequenas alterações mamárias.

Em caso de permanecerem as alterações,  elas devem procurar logo os serviços de saúde para avaliação diagnóstica.

Dayse Gomes