Cadeia Pública e Polo integrado ParáPaz serão inaugurados em Parauapebas

Os eventos contarão com a presença do governador Helder Barbalho, prefeito Darci Lermen e Ray Tavares presidente da Fundação ParáPaz
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Inaugurada em 1984 a carceragem do bairro Verde deverá ser desativada em breve. O motivo será a inauguração, às 15 horas desta terça-feira, 19, da Unidade Prisional situada na VS 10, próximo da Rodovia PA 160.

O ato deverá contar com a presença do governador Helder Barbalho, Ray Tavares presidente do ParáPaz, prefeito Darci Lermen, Jarbas Vasconcelos Secretário Extraordinário de Estado para Assuntos Penitenciários e outras autoridades estaduais e municipais, que entregarão, conforme planejamento e disponibilidade de recursos, um investimento inicial que ultrapassa R$ 4,5 milhões. Iniciada em 2012 com uma previsão de entrega em 540 dias, cerca de um ano e meio, o prazo venceu em julho de 2014. A obra será entregue tendo 37 celas com capacidade para oito detentos, cada; oito celas individuais; mais duas celas para pessoas com deficiência; o que possibilita receber 306 presos, além de salas de aula, sala de informática e biblioteca, formando um espaço pedagógico para a recuperação dos detentos.

A demora na entrega da obra não era por falta de cobrança de conselhos e entidades como, por exemplo, do Conselho da Comunidade e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção/Parauapebas, já que esses, inúmeras vezes, acionaram a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (SEGUP), através da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (SUSIPE).

Para o Juiz de Direito, Ramiro Almeida Gomes, o presídio, depois de inaugurado, terá grande repercussão para a região, uma vez que o preso já sentenciado poderá optar por ficar na cidade onde tem seus familiares. “A ressocialização de presos tem muito a ver com a relação com a família de quem receberá apoio para, paulatinamente, ser reintegrado à sociedade”, explica Ramiro Gomes, dando por certo a economia para o Estado, que não precisará locomover os presos que estejam em outros presídios e respondem por outra denúncia.

Polo de atendimento Integrado ParáPaz

O Governo do Pará, por meio da Fundação ParáPaz, entrega também nesta terça-feira (19), o polo de atendimento Integrado ParáPaz no município de Parauapebas. O governador Helder Barbalho participa da cerimônia, a partir das 16h. A programação contará, também, com serviços de embelezamento e emissão de documentos, que estarão disponíveis a partir das 14h.

O núcleo vai ampliar a rede de atendimento às crianças, adolescentes, mulheres e familiares vítimas de qualquer tipo de violência na Região dos Carajás, além de garantir um canal seguro para denúncias desse tipo de crime. O objetivo é oferecer atenção integral e especializada para a redução dos danos físicos e psíquicos causados, abrindo um caminho de confiança e referência para recebê-las em um único espaço.

A vítima contará com o acolhimento inicial desde a coleta de depoimento à encaminhamentos para atendimento policial, pericial e médico, por meio de um processo simultâneo de integração dos órgãos, evitando a revitimização. No prédio, funcionarão de forma integrada o Instituto Médico Legal (IML), Delegacia da Mulher (Deam) e Fundação ParáPaz.

O ParáPaz Integrado está presente em sete municípios no interior do Estado: Altamira, Paragominas, Tucuruí, Santarém, Bragança, Breves e Marabá. Na Região Metropolitana de Belém, os serviços estão disponíveis na Santa Casa de Misericórdia, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e Deaca, em Ananindeua.

Publicidade

Relacionados