Juiz Lauro Fontes não revoga prisão de Júnior Garra

O vereador continuará preso. Justiça acredita que há pelo menos 200 colaboradores que poderiam ser admoestados com a liberdade do acusado
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

O juiz eleitoral titular da 075ª Zona Eleitoral, Lauro Fontes Júnior, indeferiu o pedido de revogação de prisão preventiva do vereador Júnior Garra, de Canaã dos Carajás, preso na semana passado acusado de compra de votos na eleição de 2016 naquele município, A justificativa para a decisão é que, segundo o magistrado, “há elementos suficientes para dizer que a instrução processual será prejudicada com a liberdade do acusado”.

Confira a íntegra da decisão:

Publicidade

Relacionados