BID contempla 20 projetos apresentados pela Emater em Marabá

Projetos selecionados são Sistemas Agroflorestais para e recuperação de áreas degradadas por pastagens, com plantio de açaí, cupuaçu e outras culturas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Vinte propostas do escritório regional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em Marabá foram contempladas no edital do Projeto Rural Sustentável (PRS), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). É a segunda vez que o escritório regional da Emater em Marabá tem propostas aprovadas pela instituição internacional. Em 2017, Marabá e Rondon do Pará conseguiram recursos para unidades demonstrativas e dias de campo.

Os projetos selecionados tratam de Sistemas Agroflorestais (SAFs) e recuperação de áreas degradadas por pastagens em propriedades específicas, com inclusão de instalação de unidades multiplicadoras. São baseados nas tecnologias SAFs e RAD-P, destinadas ao plantio de espécies frutíferas, como açaí, cupuaçu e cacau, aliadas a essências florestais, como ipê e copaíba.

Para o engenheiro florestal da Emater Donner Pontes, um dos agentes de Assistência Técnica do Rural Sustentável (Atecs), responsável pela elaboração de cinco propostas premiadas, “a parceria é decisória, não só com a comunidade internacional, mas também com cada agricultor”.

Quanto à recuperação de áreas degradadas, Donner Pontes disse que foram aplicados tanto o gado rotacionado, quanto a adubação orgânica e química, a depender do tamanho da propriedade.

A Emater em Marabá conta com uma equipe de profissionais dos escritórios local e regional envolvida com o PRS, principalmente no acompanhamento técnico das capacitações oferecidas aos agricultores.