Atendendo a indicação de Elias da Construforte (PSB) prefeitura apresenta projeto para implantação de lâmpadas LED

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Na tarde desta segunda-feira, 02, os vereadores de Parauapebas receberam na sala de reuniões da presidência da Câmara Municipal de  Parauapebas uma equipe da Secretaria Municipal de Urbanismo (Semurb), formada pelo engenheiro civil Edmar Lima, titular da pasta, e pelo engenheiro elétrico Elton Nunes, que apresentou um novo projeto de iluminação pública para Parauapebas.

Por meio de gráficos, os técnicos da Semurb informaram aos vereadores presentes que a sede do município possui hoje 32,5 mil pontos de luz, mas nove mil deles se encontram atualmente apagados, e requerem manutenção urgente.

O projeto, que atende a indicação nº201/2017, de autoria do presidente da Câmara Municipal, vereador Elias da Construforte (PSB), apresentada em 27 de junho deste ano, tem o objetivo de substituir as atuais lâmpadas incandescentes, que consomem mais energia elétrica e possuem pouca durabilidade e baixa luminosidade, por lâmpadas com Diodo Emissor de Luz, também conhecido pela sigla em inglês LED, que são mais econômicas, duradouras e clareiam mais.

WhatsApp Image 2017-10-04 at 19.03.59

“Fico satisfeito em ver o Executivo Municipal dando a devida atenção a este tema, que além de modernizar o padrão já existente, vai proporcionar uma economia em torno de R$700 mil em iluminação pública, que poderão ser utilizados na ampliação da rede, beneficiando regiões que ainda estão às escuras”, explicou Elias.

Ainda durante a reunião foi discutida a possibilidade do Executivo só autorizar a implantação de novos loteamentos que se comprometerem em iluminar suas vias com lâmpadas de LED, mantendo assim o padrão que será utilizado em todo o município.

Vantagens da iluminação com lâmpadas LED

 – A energia consumida pelo LED é revertida em iluminação e não em calor, consequentemente não desperdiça energia;

 – Economia na reposição de Lâmpadas, já que a de LED pode chegar a mais de 50.000 horas de vida útil, enquanto que a halógena tem vida útil de 3.000 horas;

 – A iluminação LED não emite radiação IV/UV, o que evita danos à pele, plantas e também objetos ou produtos expostos como roupas, calçados, móveis, decorações e obras de arte;

 – Como o LED não possui em sua composição metais pesados como chumbo e mercúrio, não há necessidade de um descarte especial como as lâmpadas fluorescentes.

Publicidade