Esportes

Antes de estrear no ninho, Águia treina até embaixo da chuva

A segunda colocação em seu grupo após duas rodadas no Campeonato Paraense não coloca o Águia de Marabá em posição confortável. E o técnico João Maria Galvão sabe bem disso. Em dois jogos, o Azulão marcou apenas 1 pontos e está atrás do Remo, que acumula um ponto. Bragantino, Castanhal e São Francisco estão zerados.

A equipe marabaense fará o primeiro jogo do ano diante de sua torcida na noite deste sábado, dia 2 de fevereiro, num confronto contra o Paragominas Futebol Clube, no estádio Zinho Oliveira.

Esta semana está sendo de intensos preparativos, com treinos físicos e táticos, quer seja embaixo do sol ou da chuva. Aliás, por falar em chuva, o gramado do Zinho Oliveira resistiu bem a meia hora de toró na tarde desta terça-feira, 29, num treino tático comandado pelo próprio João Galvão, que enfrentou a tromba d’água no meio do campo, apitando o treino coletivo e passando instruções aos atletas.

MEIÚCA DE PRIMA

Os titulares jogaram contra os reservas e dois fatos chamaram a atenção. O primeiro foi a confirmação de que o meia esquerda Ramon é, disparado, o atleta de referência do time. O homem por quem a bola precisa (e deve) passar para chegar aos atacantes. Seu estilo de jogo lembra o habilidoso Flamel, o melhor atleta de toda a história do Águia.

Canhoto, Ramon dribla fácil e ajuda bastante os atletas de finalização. Aliás, ele foi considerado por radialistas de Belém como o melhor jogador do campeonato até agora.

Outra novidade no atual elenco é o lateral direito Igor, que veio esta semana do Náutico, de Recife, por indicação de Victor Ferraz, que já atuou nesta função no Águia e hoje é um dos principais atletas do Santos. O garoto treinou e mostrou segurança ao técnico João Galvão, que sonha em escalá-lo para o jogo do próximo sábado, mas não sabe se a diretoria conseguirá inscrevê-lo a tempo no Boletim da CBF, uma vez que seu contrato com o time pernambucano só termina amanhã, quinta-feira, dia 31.

GALVÃO EXALTADO NO SPORTV

O técnico João Galvão foi evidenciado durante o programa Bem, Amigos, do SporTV, na noite da última segunda-feira. Ao ser questionado sobre sua trajetória, Victor Ferraz contou como estava para desistir de sua carreira no futebol quando o Náutico (PE) anunciou que não pretendia mais contar com ele. “Apareceu uma oportunidade de ir jogar no Águia de Marabá. Meu pai tinha um amigo lá, que era treinador e ‘presidente’ do clube, que é o João Galvão, uma figura muito folclórica no Pará. E foi naquele lugar que Deus me abençoou e mudou a minha história. Fomos campeões de um turno do (Campeonato) Paraense, tive boa atuação e o Atlético Goianiense me contratou. Foi aí que comecei minha trajetória na Série A”.

Galvão disse que está confiante que seu time alcance um bom resultado jogando em casa. Avaliou que os gols que o time levou nos dois primeiros jogos foram fortuitos e garante que o elenco está pronto para fazer bonito diante de sua torcida.

O Águia recebe o Paragominas às 19 horas deste sábado, no Zinho Oliveira, com ingressos no valor de R$ 20,00 e R$ 40,00 para arquibancadas descoberta e coberta, respectivamente.

Ulisses Pompeu – de Marabá

Deixe seu comentário