Belém

Aeroporto Val-de-Cans evolui na pesquisa de Satisfação do Passageiro

Passageiros que utilizaram o Aeroporto Internacional de Val-de-Cans, em Belém (PA), no segundo trimestre deste ano, avaliaram o terminal paraense entre “bom” e “muito bom” na categoria dos aeroportos que movimentam até cinco milhões de viajantes por ano. O dado é da Pesquisa de Satisfação de Passageiros e de Desempenho Aeroportuário, divulgada nesta quinta-feira (1/8), pela Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura.  

De acordo com o levantamento, que avalia os 20 aeroportos mais movimentados do País, o Aeroporto de Belém recebeu notas superiores à meta de qualidade do Governo Federal, em 81% dos 38 indicadores analisados e alcançou média de satisfação geral de 4,19.  

O aeródromo da capital paraense também apresentou 13 itens com pontuações acima da média da categoria (4,38), com destaque para o tempo de fila na emigração, que conferiu ao terminal a melhor nota (4,86) no ranking geral.  Outros quesitos bem avaliados pelos usuários, foram:

  • Tempo de fila no check-in (4,70);
  • Cordialidade e prestatividade dos funcionários da emigração (4,82);
  • Cordialidade e prestatividade dos funcionários do check-in (4,74);
  • Tempo de fila na inspeção de segurança (4,66).

O resultado da pesquisa mostra uma evolução da média de satisfação geral do passageiro 2% superior ao obtido no primeiro trimestre deste ano e 5,4% maior à sondagem realizada no mesmo período de 2018. Os indicadores que mais progrediram, em relação ao ano anterior, foram: qualidade do Wi-Fi (74,6%), custo-benefício do estacionamento (34,4%), conforto térmico do aeroporto (20%) e preço dos alimentos em lanchonetes e restaurantes (11,4%). 

Para o superintendente de Val-de-Cans, Fábio Rodrigues, os dados demonstram o esforço e o compromisso diário da Infraero em promover a melhoria contínua dos serviços prestados aos passageiros. “Estamos muito felizes em perceber que a cada pesquisa o nosso aeroporto evolui na percepção dos passageiros.  As análises são muito importantes para que possamos aprimorar os serviços oferecidos aos usuários”, destacou. “Investimos na revitalização da climatização, reforma de banheiros, Wi-Fi, redução do preço na primeira hora do estacionamento, além de preços mais acessíveis em lanchonetes e restaurantes, com a criação do Selo Compromisso com o Cliente. A implantação do Selo, por exemplo, fez com que ficássemos em quarto lugar entre os aeroportos analisados na pesquisa”, acrescentou.

Com capacidade para receber até 7,7 milhões de passageiros por ano, o Aeroporto Internacional de Belém movimentou, no primeiro semestre deste ano, quase 1,7 milhão de viajantes – aumento de 3,7% no fluxo em relação ao mesmo período de 2018, que registrou 1,63 milhão.   

Operam diariamente, em Val-de-Cans, uma média de 100 voos comerciais regulares de seis companhias aéreas – Azul, Gol, Latam, MAP, Surinam e TAP. As rotas interligam Belém a diversos destinos brasileiros – Guarulhos e Campinas (SP); Recife (PE); Brasília (DF); Macapá (AP); Altamira, Marabá e Santarém (PA); Rio de Janeiro (RJ); Confins (MG); Manaus (AM); Fortaleza (CE); São Luís (MA); Cuiabá (MT). Já os voos internacionais ligam a capital paraense à Europa, aos Estados Unidos, ao Suriname e à Guiana Francesa.

Deixe seu comentário