Aeroporto de Tucuruí retoma atividades com voo comercial

Batizado em homenagem ao ex-prefeito Cláudio Furman, o espaço representa novas possibilidades para toda a região do Lago
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Aeroporto Regional de Tucuruí retomou suas atividades nesta terça-feira (23), após dez anos de inatividade, com um voo comercial da companhia Azul. O pouso histórico aconteceu às 14h, comemorado por centenas de pessoas da região, ali presentes para aplaudir a chegada da aeronave e o que representa.

Para a reinauguração, foi realizada uma reforma que garantiu que o espaço esteja apto a receber voos comerciais. A modernização inclui guichês de atendimento, acessibilidade, sala de reunião e saguão de embarque e desembarque. Trata-se do único aeroporto liberado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) no estado, e um de apenas quatro em todo o Brasil.

Com a retomada, o município de Tucuruí, e por consequência a região em torno do Lago, passam a estar interligados às outras regiões do Pará, sobretudo com a capital. A primeira passageira a desembarcar do voo inaugural, Socorro Gaia, elogiou o empreendimento: “Estava faltando essa novidade para Tucuruí, que só veio a acrescentar ainda mais na economia. A Prefeitura está de parabéns por apoiar e trabalhar nessas iniciativas”.

Vindo de Curitiba, Erison Silva enxerga no retorno dos voos comerciais um presente não apenas para o município, mas para os muitos turistas e viajantes que passam por ele. “Facilita muito a nossa vida pois, para chegar em Tucuruí, tinha que vir por Belém ou Marabá, o que torna a viagem muito cansativa,” comemorou.

O sentimento é compartilhado por Gilberto Souza, cujo traslado de onde vive para onde trabalha, em Belo Horizonte (MG), também fica mais fácil. “Sempre pego voo em Belém, e agora vou poder pousar na minha cidade, que tanto almejei. Vou utilizar bastante e fico muito grato,” agradeceu.

Homenagem

O Aeroporto Regional de Tucuruí “Cláudio Furman” foi batizado em homenagem ao ex-prefeito de Tucuruí, que também era piloto e operava aeronaves localmente. Seu filho, Claudinei Furman, enxergou nisso um reconhecimento aos esforços de Cláudio pelo município.

“É uma alegria muito grande poder participar desse evento e ver essa homenagem para o meu pai enche os nossos corações de alegria e gratidão. É um sentimento de reconhecimento do trabalho dele e do amor dele pelo nosso município,” agradeceu emocionado.

O nome foi sugerido pelo presidente da Câmara dos Vereadores, Titonho (PTB). “Eu fico muito feliz de poder fazer essa homenagem ao Cláudio, essa figura ímpar na nossa cidade,” explicou.

Novas possibilidades

A cerimônia de reabertura do aeroporto foi prestigiada por representantes da prefeitura, do governo estadual e da população da região sudeste do Pará. Na ocasião, o secretário de Transportes do estado, Adler Silveira, ressaltou a importância do espaço. “Isso é uma obra essencial para todas as cidades da região em torno do Lago, pois traz desenvolvimento econômico, turismo, conforto e qualidade de vida dos tucuruienses. É uma mudança de patamar para a infraestrutura da região,” elogiou.

O vice-prefeito Jairo Holanda (MDB) concordou, acrescentando que trata-se de uma abertura de possibilidades para o progresso local. “Através dessa reinauguração, grandes oportunidades chegarão à Tucuruí. Abre-se o aeroporto, ganha-se o mundo de possibilidades de construção positiva para a nossa cidade,” declarou.

O prefeito de Tucuruí, Alexandre Siqueira (MDB), destacou que a demanda aérea na região, que sempre existiu, passará a ser atendida – conforme ilustrado pelo fato de que os voos para o município já estão esgotados, até o dia 20 de dezembro.

“Em parceria com o governo do estado, conseguimos reabrir o Aeroporto Regional de Tucuruí, homenageando o ex-prefeito, Cláudio Furman. Hoje o aeroporto está abrindo suas portas, o desenvolvimento chegará em breve. Tucuruí e região têm muito potencial para o turismo, indústrias e comércio, e com certeza vai possibilitar muitos investimentos na região, que vão gerar emprego, renda e desenvolver a região do Pará,” finaliza.