Advogado morre ao cair com veículo na represa de Tucuruí

A morte do profissional de Direito, que também é comunicador e professor, deixou a cidade enlutada
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

O advogado, professor de Direito e radialista Divandro Krause Ramos morreu em um acidente considerado misterioso na noite de segunda-feira (9), por volta de 21h, quando o veículo que ele dirigia caiu na represa da Hidrelétrica Tucuruí, no local conhecido por Curva do Aguiar, na Rodovia Estadual PA-263, no perímetro da UHT.

Um inquérito já foi aberto no âmbito da Polícia Civil de Tucuruí para investigar o caso que vitimou o conceituado advogado. De acordo com testemunhas, o veículo de Ramos permaneceu por cerca de 5 minutos estacionado a aproximadamente 500 metros do local do acidente. “Vi quando o carro parou, o motorista ficou conversando com alguém pelo aparelho celular. E saiu rapidamente em velocidade alta. Poucos segundos depois ouvimos um barulho e quando chegamos aqui o carro estava afundando no lago”, relatou Genival Pereira, que mora próximo do local da tragédia.

Homens do 8º Grupamento Bombeiro Militar de Tucuruí foram chamados para atender a ocorrência. Por volta de 22h40 o veículo foi localizado a uma profundidade de 10 metros. Local de difícil acesso para içar o carro, que só foi resgatado por volta de 0h20 de terça-feira, e identificada a vítima como o advogado Divandro Krause. A notícia comoveu a comunidade de advogados de Tucuruí, onde o profissional atuava também em uma faculdade particular.

Mal súbito, suicídio, falha mecânica do veículo ou perda do controle da direção são algumas das hipóteses levantadas pela equipe que investiga o caso. O velório acontece na Igreja Batista, na Avenida 31 de Março, centro de Tucuruí.

(Antonio Barroso)

Publicidade