Marabá

Abertura da InterCorte teve a presença do governador Simão Jatene

Aconteceu na noite de ontem, segunda-feira (21), a abertura da InterCorte, evento produzido pela empresa Terra Viva, do Grupo Bandeirantes de Comunicação, cujo objetivo é promover informação para que o produtor rural melhore seu negócio. Responsável pela realização da InterCorte em Marabá, Maurício Fraga Filho, presidente da Acripará (Associação dos Criadores do Pará), disse ao Blog que, como o Pará tem o quinto maior rebanho entre todos os Estados; e Marabá tem o quinto maior rebanho
entre todos os municípios do Brasil, ele entendeu que estava na hora de trazer a InterCorte para a cidade.

Trata-se do mais importante evento itinerante da pecuária nacional, realizado em algumas das principais cidades do Brasil com produção pecuária. A solenidade de abertura aconteceu no auditório do Centro de Convenções de Marabá e teve a presença do governador Simão Jatene entre outras autoridades e personalidades do mundo político.

Governador-Jatene-e-outras-autoridades

Na ocasião, foi oficializada a criação da APC (Aliança Paraense da Carne), com diretoria composta pelo presidente da Acripará, Maurício Fraga Filho; Karen Destro, da Uniec (União Nacional da Indústria e Empresas da Carne); Daniel Freire, do Sindicarne (Sindicato da Carne e Derivados do Estado do Pará); e Carlos Rodrigues Lima, vice-presidente da Aspas (Associação Paraense de Supermercados).

Aliança-da-Carne-no-Pará

A APC assume o compromisso de unir suas forças, capacidades e recursos, a fim de apropriar para a cadeia produtiva da carne os recursos tecnológicos e de inovação, elevar, equilibrar e estabilizar a rentabilidade dos negócios dessa cadeia.

Também foi criada a Frente Parlamentar da Pecuária do Pará, que tem como finalidade reconhecer e valorizar a pecuária sustentável como atividade essencial para o desenvolvimento socioeconômico e para a melhoria da qualidade de vida da população paraense. O decreto foi assinado pelo presidente da Alepa (Assembleia Legislativa do Estado do Pará), deputado Márcio Miranda.

Na oportunidade, ocorreu também o lançamento do Guia de Negócios de Marabá, elaborado pela Associação Comercial e Industrial de Marabá em parceria com a Codec (Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará) e que contém um diagnóstico da economia local.

Ainda como parte da solenidade de abertura da InterCorte, a Codec assinou com Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá Contrato de Comodato cedendo pelo período de 20 anos a área de 55 mil metros quadrados em que está o Parque de Exposições “José Francisco Diamantino”.

Também durante o evento, a Alepa condecorou com o Mérito Legislativo “Newton Miranda” aos seguintes pecuaristas, que chegaram há décadas à região, fincando raízes aqui e ajudando a desenvolvê-la: Jair Seixas Gonçalves, José Luiz Dantas (Zezinho Dantas), Manoel Caetano de Jesus (Manelão), Maurício Pompeia Fraga Filho, Mauro Lúcio de Castro Costa, Renata Régis e Paulo Afonso Costa.

Governador-Simão-Jatene

Em seu discurso, ao se reportar acerca da união dos pecuaristas da região, com o objetivo de elevar cada vez mais a qualidade da carne, o governador Simão Jatene disse que é isso que o país, a Amazônia e o mundo precisam, pois, não dá para imaginar que, com o crescimento da população mundial e da renda, que não se tenha cada vez mais necessidade de proteína animal.

“E, sem dúvida, a pecuária ainda vai ser um elemento importante durante um longo tempo, mas para isso nós precisamos ter a inteligência de produzir preservando. E esse esforço é um belo exemplo", afirmou ele.

Também participaram da abertura do evento o prefeito de Marabá, Tião Miranda, o senador Flexa Ribeiro; os deputados estaduais Sidney Rosa e Dirceu ten Caten; o titular do Centro Regional de Governo do Sudeste do Pará, Jorge Bittencourt; o presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), Fábio Lúcio Costa; o secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Thales Belo; Adnan Demachki, representante da classe produtiva; além de prefeitos da região e outras autoridades locais.

PROGRAMAÇÃO

Terça-feira (22)

Bloco 2 – Produzir Melhor

14h – Pecuária de Cria: tecnologias para aumentar a quantidade e a qualidade dos bezerros produzidos – Pietro Baruselli
14h40 – Como agregar valor na cadeia de produção de carne com a utilização das tecnologias no sistema de cria – Luciano Penteado
15h20 – Genética: um investimento programado e de alto retorno – Gabriela Peixoto

15h50 INTERVALO

16h30 – Resultados superiores através de uma genética de qualidade – Juliana Ferragute
17h Biotipo e Conformação Animal influenciando na produtividade – Hilario Ferrari
17h30 – Case 1953 – Fabio Dias
18h Debate com palestrantes – Mediador: Tobias Ferraz

20h – BEEF HOUR

Quarta-feira (23)

Bloco 3 – As Vantagens da Produção Responsável

8h – Manejo para intensificação de pastagem na Pecuária de Corte – Walter Ribeiro
8h30 – A municipalização do licenciamento ambiental rural -Rubens Borges Sampaio e Paulo Rogerio de Almeida
9h – A visão do Ministério Público – Daniel Cesar Azeredo Avelino
9h30 – Programa de Regularização Ambiental e Compensação de Reserva Legal – Thales Belo

10h – INTERVALO

10h30 – Os Pilares da Pecuária Sustentável – Adriano Pascoa
11h – A importância da representatividade nas questões da legislação ambiental – Jordan Timo
11h30 – Aspectos jurídicos da regularização ambiental – Samanta Pineda
12h – Debate com palestrantes – Mediador: Tobias Ferraz

Bloco 4 – Integrar para Crescer

14h – ACRIPARÁ – O Pecuarista do Pará como protagonista dos desafios do setor – Maurício Fraga Filho
14h30 – A história do associativismo no Mato Grosso – Amado de Oliveira Filho
15h – Pecuária: Quem manda da porteira para fora? – Maurício Veloso

15h30 – INTERVALO

16h – A Aliança Paraense da Carne e a Integração da Cadeia Produtiva da Pecuária – Francisco Victer
16h30 – Ações da CNA em prol da Pecuária de Corte – Antônio de Salvo
17h – GPB – Produtores unidos na busca do melhor caminho – Oswaldo Furlan Júnior
17h30 – Case Pecuária Verde – Mauro Lúcio
18h – Debate com palestrantes – Mediador: Tobias Ferraz

Por Eleutério Gomes – Correspondente em Marabá

Deixe seu comentário