Xinguara contrata UTI móvel por 90 dias para enfrentamento de pandemia

Empresa usará ambulância para atendimento de terapia intensiva durante vigência do contrato por R$ 72 mil. Medida vai atender a 95% dos habitantes, usuários do Sistema Único de Saúde.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Partindo do pressuposto de que, a cada 100 infectados pelo novo coronavírus, 20 pacientes vão desenvolver quadros graves da doença e, entre esses 20, ao menos 16 vão precisar de oxigênio e ou ventilação mecânica, a Prefeitura de Xinguara resolveu tomar uma medida rápida: contratar uma ambulância que funcione como UTI móvel para se precaver do alastramento de casos, que assola com força o sudeste do Pará.

A Prefeitura de Xinguara diz ainda que é “urgente e inadiável o atendimento dessa situação”, do contrário acarretará sério prejuízo e comprometerá a vida dos pacientes, bem como da população em geral. Com 45 mil habitantes, apenas 2.350 pessoas em Xinguara têm sorte de serem beneficiárias de planos de saúde, de acordo com dados de março deste ano da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Publicidade