Vereador pede implantação de visitas virtuais para pacientes da Covid-19

Na proposta, o vereador Ivanaldo Braz sugere que o município implante o sistema, que será feito por videochamada
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Devido ao protocolo de isolamento do novo coronavírus, o vereador Ivanaldo Braz apresentou e teve aprovado na sessão desta terça-feira, 12 de maio, da Câmara Municipal de Parauapebas (CMP), a indicação nº 130/2020, que pede ao Poder Executivo que estabeleça o sistema de visitas virtuais por videochamada para que os pacientes internados com a Covid-19 nas unidades públicas de saúde do município possam manter contato com seus familiares. Segundo o vereador, o sistema será uma forma de amenizar o distanciamento que as pessoas acometidas pela doença são submetidas, devido ao alto grau de contágio do vírus.

Na indicação, Braz destaca que esse sistema deve ser implantado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que estabelecerá as regras para a sua disponibilização aos pacientes e seus familiares. Segundo o vereador, o protocolo do novo coronavírus exige o distanciamento social, a quarentena e o isolamento, como medidas de mitigação para evitar a disseminação do vírus.

“Os pacientes que ingressam em internação hospitalar perdem, a partir de então, qualquer contato com seus familiares, o que é motivo de dor e angústia para todos. Acentua esse quadro de  sofrimento o fato de a doença registrar alta taxa de letalidade, e o protocolo fixado pelo Ministério da Saúde determinar a não realização de velório ou qualquer outra cerimônia fúnebre de corpo presente ou que gere aglomeração de pessoa. Logo, aos familiares de um paciente que falece por Covid-19 sequer é permitida uma ultima despedida, o que reforça a importância desse contato intra-hospitalar”, justifica Braz.

Por isso, ele sugere à Semsa, que sem dispensar seus protocolos de saúde e segurança sanitária, possibilite o contato entre os pacientes internados e seus familiares, através de visitas virtuais, o que na avaliação dele irá  garantir conforto espiritual e psicológico aos enfermos e seus familiares. Ele destaca que está em tramitação na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei nº 2136/2020, de autoria do deputado federal Celio Studart, que tem por objetivo estabelecer a obrigatoriedade desta medida.

O vereador, no entanto, reforça que, a proposta do parlamentar ainda vai ter um trâmite longo, por isso ele pede que o município de Parauapebas se adiante e implante o sistema. “Será um alento aos familiares e aos pacientes que estão isolados”, frisa Braz, ao defender sua proposição.

A indicação agora segue para avaliação do Executivo, que vai decidir se acata ou não a proposta do vereador.

Publicidade