Verduras e legumes mais caros já afetam o orçamento familiar do parauapebense

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

VerdurasQuem costuma comer verduras e legumes todos os dias enfrenta a alta do preço nos produtos comercializados em feiras e supermercados de Parauapebas. Segundo pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA), no mês de janeiro, os produtos que tiveram os reajustes mais expressivos foram a batata, cenoura, beterraba e o repolho. 

A consumidora Meiriane Gomes conta que percebeu o aumento e passou a comprar os alimentos em quantidade menor. “Precisei reduzir o consumo de algumas verduras e até substituir por outros alimentos. O aumento afeta diretamente o orçamento familiar e os costumes em casa”, declara.

Outros produtos que entram na lista do Dieese são: a chicória, com alta de 3,45%; pimentão verde (kg), com alta de 2,18%;  batata doce branca (kg), com aumento de 1,46%. Ainda no mês de janeiro, poucos produtos apresentaram recuo de preços, com destaque para a cebolinha (maço), com queda de 2,75%. 

Gerente de um supermercado em Parauapebas, Francisco de Sousa, destaca que os produtos sofreram um aumento significativo e isso reflete na mesa do consumidor. “O aumento chega para todos e, muitas vezes, não temos como evitar que o consumidor pague mais caro”, ressalta.